Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

amulherqueamalivros

Banner billboard da campanha 50 livros com 50% desconto
Qua | 03.09.14

Passatempo | Também Me Salvaste | Susan Kushner Rednick

Cláudia Oliveira

 

Confesso que me fez impressão andar com um livro com uma cruz suástica na capa. A edição está muito simples. Podiam ter escolhido uma capa mais apelativa. E evitar o símbolo nazi incomodo. Pelo menos para mim.

Recebi este livro da editora Sinais de Fogo. Este livro faz parte dos lançamentos de Julho. Fiquei super curiosa porque o livro conta a história de um sobrevivente do Holocausto e a amizade de uma jovem mãe. Ambos os temas suscitam o meu interesse. Sobretudo o Holocausto. Sou aficionada por livros que abordam esta temática. Um livro sobre o ponto de vista de um sobrevivente só podia ser interessante.

 

A autora Susan conhece aron, um sobrevivente do Holocausto. A empatia entre eles é evidente e logo criam uma relação de amizade. Uma relação que vai durar até ao fim da vida de Aron. Existem amizades eternas.

 

O livro conta factos vividos por Aron. História da sua família que morreu de forma trágica. As necessidades que passou. O sofrimento de antes que deu origem a uma doença depois de ter sobrevivido aos campos de concentração. As confidências de Aron são contadas neste livro de forma muito pessoal. Nota-se um enorme carinho por parte de Susan. Confesso que cheguei a ficar confusa no inicio. Nas primeiras cem páginas o livro foca-se sobretudo na amizade, nos tratamentos, as constantes viagens de Susan ao centro de tratamento do Aron.

 

Depois da página cem começam a surgir alguns episódios em que a crueldade dos nazis é evidente e narrada. É tocante!

 

Esta história não tem uma narrativa linear no tempo e espaço. São pequenos diálogos intercalados com episódios cruéis, apontamentos, cartas.

Nunca tinha lido nada de Susan Kushner Resnick. Ela escreve para a revista New York Times. Ensina escrita criativa na Universidade de Boston.

Gostei da escrita de Susan. É perspicaz e comovente.  

 

 

Gostei muito do livro. Depois de ler vários livros sobre o Holocausto não fiquei surpreendida com os factos contados, contudo foi uma leitura impressionante. Esperava mais episódios, mas a autora explica os motivos da ausência dos mesmos. Contudo, fiquei a conhecer melhor os judeus. É explicado o motivo dos judeus não mentirem quando questionados pelos alemães se são judeus. Uma das minhas passagens preferidas.

A autora faz referência a um dos meus livros preferidos de sempre sobre o tema: “Se Isto é um Homem” de Primo Levi. Assim como ao “Diário de Anne Frank”.

Dentro do género já li livros com mais pormenores sobre a segunda guerra mundial. Desta forma, dei quatro estrelas. Não dei cinco estrelas porque senti necessidade de mais aprofundamento por parte da autora.

 

Aqui fica o vídeo para os interessados: 

 

 

 

 

 

 



Dois exemplares cedidos pela editora Sinais de Fogo

Regras para participar: 


Deixar comentário no vídeo a dizer que quer participar.

Morada nacional para envio do livro
Data limite: 7 de Setembro
Vencedores anunciados: dia 8 de Setembro

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.