Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

amulherqueamalivros

10.10.15

Do livro Frankenstein, de Mary Shelly

Cláudia Oliveira
"Sinto-me só e miserável. O ser humano jamais aceitará minha companhia, mas alguém tão deformado e horrendo como eu não se negará a isso. Minha companheira deve ser da mesma espécie e ter os mesmos defeitos." Capítulo XVI  
09.10.15

Do livro Frankenstein, de Mary Shelly

Cláudia Oliveira
"Ouvi falar na diferença dos sexos e no nascimento e crescimento das crianças. Vim a compreender a satisfação do pai ante o sorriso do bebê e as travessuras do filho mais velho; que a vida e todo o zelo da mãe se resumiam na carga preciosa que levava nos braços; de que modo a mente do jovem se expandia e tomava forma, adquirindo sabedoria; e tive a noção do irmão, da irmã e de todas as relações que têm entre si os seres humanos. "Mas onde estavam meus amigos e parentes? (...)
08.10.15

Do livro Viagens na Minha Terra, de Almeida Garrett

Cláudia Oliveira
— Por quê? já se acabou a história de Carlos e de Joaninha? — diz talvez a amável leitora. — Não, minha senhora — responde o autor mui lisonjeado da pergunta. — Não, minha senhora, a história não acabou, quase se pode dizer que ainda ela agora começa; mas houve mutação de cena. Vamos a Santarém, que lá se passa o segundo ato. Capítulo 26