Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

amulherqueamalivros

NOVIDADE | "ONDE CANTAM OS GRILOS" | MARIA ISAAC

A partir de hoje já podem comprar "Onde Cantam os Grilos" da escritora portuguesa Maria Isaac. Segundo o nosso Joel Neto, «A pérola escondida da ficção nacional». Maria Isaac nasceu no norte de Portugal, numa pequena vila cheia de espaço e onde as pessoas sorriem e falam alto. É escritora, tradutora e colabora em vários projetos editoriais. Hoje vive em Lisboa, rodeada de livros. Tudo neste livro grita qualidade. E esta sinopse? Maravilhosa. 

 

SINOPSE

Ainda bebé, Formiga foi deixado num cesto nos degraus da casa da Herdade do Lago.
O mistério da sua chegada é apenas mais um na longa história da herdade e das várias gerações dos Vaz, que a assombra de lendas e maldições: uma fonte inesgotável de mistérios fascinantes para a imaginação do rapazinho cabeça de vento.

Deslumbrado pela vida da família que venera de forma atrapalhada, Formiga corre e trepa a árvores, encolhe-se, faz-se invisível, inventa um pouco de tudo para conseguir acompanhar conversas, descobrir mais um segredo.
Mas o último segredo que ele descobre revela-se demasiado grande para a curiosidade bem-intencionada de uma criança, e um erro seu acaba por destruir o único mundo que conhece e pôr fim à sua infância.

Mais de vinte anos depois, Formiga regressa à Herdade do Lago e escreve para um leitor invisível, relembrando tudo o que foi e que não deveria ter sido.
Uma história doce contada pela voz de um adulto que fala pela criança que foi um dia."

 

NOVIDADE | "MIL VEZES ADEUS" | JOHN GREEN

 

Gosto mil vezes mais da capa original, mas vamos ultrapassar isso. Gosto mais do título português do que o título dado o Brasil. "Mil Vezes Adeus" tem aqui um exagero na despedida. Gosto. Estou curiosa e vou ler este lançamento da Asa, dia 10 de Novembro. Quase quase. 

 
 
SINOPSE
 

Não era intenção de Aza, uma jovem de dezasseis anos, investigar o enigmático desaparecimento do bilionário Russell Pickett. Mas estão em jogo uma recompensa de cem mil dólares e a vontade da sua melhor amiga Daisy, que se sente fascinada pelo mistério. Juntas, irão transpor a distância (tão curta, e no entanto tão vasta) que as separa de Davis, o filho do desaparecido.
Mas Aza debate-se também com as suas batalhas interiores. Por mais que tente ser uma boa filha, amiga, aluna, e quiçá detetive, tem de lidar diariamente com as suas penosas e asfixiantes «espirais de pensamentos». Como pode ser uma boa amiga se está constantemente a pôr entraves às aventuras que lhe surgem no caminho? Como pode ser uma boa filha se é incapaz de exprimir o que sente à mãe? Como pode ser uma boa namorada se, em vez de desfrutar de um beijo, só consegue pensar nos milhões de bactérias que as suas bocas partilham?
Neste tão aguardado regresso, John Green, autor premiado de A Culpa É Das Estrelas e À Procura de Alaska conta, com dolorosa intensidade, a história de Aza, numa tentativa de partilhar connosco os dramas da doença que o afeta desde a infância. O resultado é um romance brilhante sobre o amor, a resiliência, e o poder da amizade.

 

 

NOVIDADE | "O LIVRO DE EMMA REYES" | EMMA REYES

O Livro de Emma Reys_small.jpg

 

Viciada em livros de não fição aguardo ansiosamente por este livro para partilhar convosco a minha experiência de leitura. Espero um grande livro. Já está nas livrarias. 

 

SINOPSE

O Livro de Emma Reyes – Memória por Correspondência relata as memórias da duríssima infância – de abandono e exploração – da pintora colombiana Emma Reyes.  É também uma história de superação de inimagináveis circunstâncias por parte de uma mulher conduzida pela sua vontade férrea de liberdade.

Quando surgiu pela primeira vez na Colômbia, em 2012, quase dez anos após a morte da autora, esta autobiografia epistolar foi imediatamente considerada como um clássico. Em 23 cartas dirigidas ao amigo Germán Arciniegas, Reyes conta a história da sua infância e juventude, sem artifícios nem sentimentalismos, mas com competência e encanto narrativo raros. Publicado em mais de uma dezena de países, o livro conta com introdução de Leila Guerriero e dois textos finais, um por Gérman Arciniegas e outro por Diego Garzón.

Esta é uma correspondência capaz de transcender o tempo em que foi escrita, fixando os contornos de uma vida excecional.

NOVIDADE | "INSTRUMENTAL" | JAMES RHODES

capa.jpg

 

Amanhã nas livrarias (4)! Este é prioridade, leitura urgente. Leiam só esta sinopse.

Em Novembro, James Rhodes vem a Portugal para tocar pela primeira vez. Esta estreia acontece no Misty Fest, nos dias 13, na Casa da Música, no Porto; e 14, no CCB, em Lisboa. Gostava tanto de ir. 

 

 

SINOPSE

 

«Abusaram de mim aos seis anos. Internaram-me num hospital psiquiátrico. Fui viciado em drogas e álcool. Tentei suicidar-me cinco vezes. Separaram-me do meu filho.

Mas não vou falar disso. Vou falar de música. Porque Bach salvou-me a vida. E eu amo a vida.»

James confiava naquele homem simpático. Por que não haveria de confiar? Era seu professor na escola primária. A primeira oferta foi uma caixa de fósforos, um maravilhoso objecto de desejo para um menino de seis anos. Depois seguiram-se outros pequenos presentes, acompanhados de sorrisos, palavras de incentivo, gestos atenciosos. Depois começaram os abusos sexuais, que duraram vários anos, sem que ninguém na escola e na família se apercebesse. Quando terminaram, James afundou-se progressivamente num abismo de relações obsessivas, hospitais psiquiátricos e vícios destrutivos, uma espiral que o afastou do piano, para o qual revelara talento precoce. 

Mas foi um adágio de Bach, escutado durante um internamento, que o salvou de anos e anos no fundo do poço. Ao descobrir que também os génios por trás das mais sublimes composições eram homens com existências dramáticas, James encontrou nos pequenos milagres da música o reduto para sobreviver aos seus demónios pessoais. Um encontro inesperado com um desconhecido deu-lhe o impulso que James para reencontrar o seu caminho na música. Hoje é um pianista aclamado em todo o mundo.

Instrumental é um testemunho apaixonado e apaixonante, negro e luminoso sobre o poder terapêutico da música e a sua capacidade de transformar as nossas vidas, mas também, e sobretudo, sobre a nossa própria capacidade de reinvenção.

NOVIDADE | A BOA FILHA | KARIN SLAUGHTER

 

A BOA FILHA de KARIN SLAUGHTER _book.png

 

Harper Collins lança no dia 1 de Outubro o próximo título da Karin Slaughter intitulado "A Boa Filha". Nunca li nada da autora mas ando de olho. Alguém já leu? Recomenda? 

 

SINOPSE

Duas meninas são obrigadas a entrar no bosque com uma pistola apontada. Uma foge para salvar a vida, a outra fica para trás.

Há vinte e oito anos, um crime horrível veio perturbar a feliz vida familiar de Charlotte e Samantha Quinn: a sua mãe foi morta. O seu pai, um conhecido advogado de defesa de Pikeville, rendeu-se à dor. A família desfez-se irremediavelmente, consumida pelos segredos daquela noite pavorosa.

Passados vinte e oito anos, Charlie tornou-se advogada, seguindo os passos do pai: é a filha ideal. Mas quando a violência volta a aumentar em Pikeville e uma grande tragédia assola a localidade, Charlie vê-se imersa num pesadelo. Para além de ser a primeira pessoa a chegar à cena do crime, o caso desperta de novo as recordações que tentou manter à margem durante quase três décadas. Porque a surpreendente verdade sobre o acontecimento que destruiu a sua família não pode permanecer oculta para sempre.

 

 

O AUTOR DE "A CULPA É DAS ESTRELAS" ESTÁ DE VOLTA!

Há cerca de seis anos que o autor não lançava um livro. "Turles  All The Way Down" sai no dia 10 de Outubro. 

 

Segundo o autor, este livro é o mais pessoal em comparação aos anteriores. Vai abordar um problema que o próprio sofre, transtornos mentais, pela voz de uma adolescente de 16 anos chamada Aza. Já viram esta capa fantástica?

 

Ao contrário do que se passa no Brasil, ainda não há novidades das editoras em relação à sua tradução. Esperamos mais informações. O autor já foi traduzido pela Asa e Editorial Presença.  

 

goodreads twitter instagram facebook

 

NOVIDADE | A CARNE | ROSA MONTERO

A CARNE.JPG

 

Impressão minha ou vamos ter lançamentos maravilhosos em Outubro? Vem aí mais um livro novo da Rosa Montero. Autora que ando para ler desde 2008. A Porto Editora lança dia 4 de Outubro o seu último romance intitulado "A Carne", com esta capa absolutamente poderosa. Vou ler e estou ansiosa para dividir convosco esta experiência. Será que vou apaixonar-me pela sua escrita? A sinopse promete...

 

SINOPSE

Numa noite, Soledad contrata um gigolô para que a acompanhe a um espetáculo de ópera, um ardil, na verdade, que não é mais do que uma tentativa de provocação a um ex-amante.

No entanto, um violento e imprevisível incidente alterará por completo o curso daquela noite e marcará o início, entre ambos, de uma relação vulcânica, inquietante, e talvez perigosa. Ela tem sessenta anos; o gigolô, trinta e dois. Começa o jogo…

A narração desta aventura irá mesclar-se com as histórias dos escritores malditos da exposição que Soledad se encontra a preparar para a Biblioteca Nacional - e ser maldito é «desejarmos ser como os outros mas não conseguirmos, querer que nos amem mas só causarmos medo, talvez riso, não suportarmos a vida e, sobretudo, não nos suportarmos a nós próprios».
Como a própria Soledad, talvez?

Devorar ou ser devorado: A Carne é um romance audaz e surpreendente, o mais livre e pessoal de todos os que Rosa Montero já escreveu, que nos fala do passar dos anos, do medo da morte, da necessidade de amar e da gloriosa tirania do sexo. Tudo através da voz de uma eterna sedutora, apanhada de surpresa pelo seu próprio envelhecimento.

NOVIDADE | PÃO COM FIAMBRE | CHARLES BUKOWSKI

Li há uns tempos, em ebook. Sai pela primeira vez a edição traduzida pela Alfaguara. Este é obrigatório. É maravilhoso. espectacular, fabuloso. Sério. Leiam. Dia de 4 de Outubro.

 

SINOPSE

Naquele que é amplamente considerado o melhor de todos os seus romances, Charles Bukowski descreve os longos e amargos anos de uma juventude vivida à margem, através da voz inconfundível de Henry Chinaski, o seu famoso alter-ego. 

Parcialmente autobiográfico, mas absolutamente cómico, trágico e nostálgico Pão com fiambre tornou-se, quase de imediato, um clássico da literatura americana contemporânea.

NOVIDADE | QUANDO AS GIRAFAS BAIXAM O PESCOÇO | SANDRO WILLIAM JUNQUEIRA

Sandro William Junqueira é um autor que ainda não li, mas tenho imenso interesse. Sai no final de Outubro pela Caminho, como tem sido habitual.

 

SINOPSE

 

A mulher gorda gosta de comprar jacintos, o desempregado sonha com um prato de goulash e há duas irmãs que andam a costurar linhas complicadas entre elas. 
De vez em quando, nos intervalos dos barulhos da cidade, ouve-se pelas paredes uma música de Brel, rosas a crescer ou um programa sobre a vida animal - como é que a cabeça das girafas não rebenta se está tão longe do coração? 
Em comum, entre os pés que fazem barulho em cima da cabeça e os pés que incomodam quem está em baixo, só a gaiola de cimento onde se tentam arrumar as vidinhas e, ainda assim, aquela vontade de ser pássaro.

Sandro William Junqueira continua a construir, agora em altura, um território literário de desconfortos e pulsões que estava ainda por cartografar, e volta à ficção com um livro feito de penas e betão.

leitora beta * divulgação * literatura *

contacta-me para mais informações contactoclaudiaoliveira@gmail.com

ESTREIA 21 DE JUNHO

Resultado de imagem para a livraria

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D