Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

amulherqueamalivros

Dlog #60 | Depois das 19h não estou

Ontem deixei o carregador no emprego. Fiquei sem bateria depois das 19 horas. Deu para acabar um livro e ler setenta páginas de outro. Ah, e comecei a ver um filme lindo, maravilhoso. Depois conto. A minha noite foi muito mais produtiva. Estou capaz de aderir e começar a desligar o telemóvel depois dessa hora. Movimento, depoisdas19nãoestou. E não levar o telemóvel para a cama também é uma opção. 

Ainda dizem que não há tempo para ler. Pois não. 

Capitulo IV | à descoberta

Comprei quinoa e soja. Nunca provei. Nem sei como é que isto se cozinha. Vou ver se faço umas pesquisas. O marido já começou com as bocas: "agora é só comida para ti... não há nada de jeito para uma pessoa comer". Exageradoooooooo! Ele adora os meus batidos. Na verdade o que ele sente falta é das latas de leite condensado que eu usava para fazer doces/bolos. Mudei, o frigorifico também. 

Li e já não me lembrava #2

Li há dois anos em uma hora. Mais ou menos. É muito bom. Tem conselhos muito úteis para quem é aspirante a escritor. Recomendo imenso, não se vão arrepender. Lembro-me de ter ficado impressionada com as palavras de Rainer Maria Rilke. Um livro inspirador e interessante para os leitores que se interessam pela escrita. 

Dlog #59 | Nunca pensei voltar a dizer isto

Bom dia,

a primeira página que eu abro no meu desktop é a página dos blogs.sapo.pt. Estou viciada nos blogs. Como não estava há anos, como nunca pensei voltar a estar. Não sei se a culpa é da equipa da Sapo com tantas novidades, não faço a mais pequena ideia mas gosto desta sensação de comentar, responder a comentáros, escrever posts, favoritar, ver os destaques, os blogs quentes, ver os últimos posts. É a melhor comunidade de sempre! Adoro!

Sou a única?

Dlog #58 | Actualizações

Ali na coluna da direita está o post do convite à Maratona Gelo e Fogo (para consulta) e os links dos blogues participantes. Somos quatro, pelo menos para já. Obrigada! Estou a torcer que hajam mais uma ou duas inscrições até ao final do mês. Quero fazer um vídeo hoje ou amanhã sobre este desafio, quem sabe incentive mais alguém. 

Espero intercalar outros livros no meio desta Maratona. Entretanto, vou pensar nos desafios para animar a malta. 

Dlog 57 | Curta

Já vi todos os episódios disponíveis da Guerra dos Tronos. O quarto episódio é bastante bom. 

Comecei a ler um livro de Ondjaki, leitura planeada para este mês, mas não estava a gostar. Deixei de lado. Comecei a ler Patrick Ness. Estou entusiasmada, as criticas são muito positivas e a edição é linda. Não sei se estou com vontade de ler Saramago. 

Entretanto, uma pessoa increveu-se para a Maratona Gelo e Fogo. Já não estou sozinha. Obrigada Pedro. Está quase quase a começar, dia 1 de Maio! Caso estejas com vontade de começar é só inscreveres-te neste post

Precious | Sapphire

Talvez já tenhas ouvido falar no filme com o mesmo nome, Precious. Um filme que assisti por volta de 2009. Descobri o livro mais tarde com a colecção de livros editados pela revista Visão. Tenho a colecção completa. 

O livro conta a história de Precious, uma menina com sérios problemas familiares. Pais abusadores, violadores, exercem violência sobre ela desde bastante cedo. Grávida do pai, frequenta a escola normal até ser  transferida para uma escola especial, com alunos carenciados. Uma turma com diversos problemas, desde droga, prostituição, violações. A professora vai ter uma papel muito importante na vida dos seus alunos. 

Precious só quer ser uma menina normal, sonha ter a pele branca e amor. Quer aprender a ler e a escrever. É interessante ver a evolução dela ao longo das aulas. Como mulher, como aprendiza. 

O livro é escrito propositadamente com vários erros, para dar a ilusão que é a própria Precious a escrever a sua história. Gostei sobretudo desse pormenor. Senti uma pena enorme da Precious. Tive de parar diversas vezes para respirar e continuar a leitura. O livro descreve cenas de violação pormenorizadamente, cheguei a ficar enojada. 

Nunca tinha conhecido uma personagem tão sofrida. Com problemas reais. Infelizmente existem casos destes na vida real. Onde crianças são violadas constantemente, maltratadas pelos seus pais. No fundo, abandonadas e sem rumo. Era importante que o papel dos professores fosse para além dos ensinamentos. 

Dlog #56 | É só novidades boas, assim-assim e outras informações

 

As promoções nos sites não foram nada de especial. No Brasil as promoções são melhores. Os descontos são maiores. Aqui, limitam-se a 20%/25%. Mais vale esperar pela Feira do Livro ou comprar nos grupos do Facebook. Sério. Tristeza.

 

Fiquei super mega feliz com a iniciativa da Sapo, darem destaque aos textos com a tag Livros. Tão fofos! Outra novidade espectacular é o Blogs Quentes. É, não é? Já descobri uns dois ou três blogs espectaculares à pala disto. Por isso é que esta plataforma é a melhor de todas. E enquanto não convenci algumas pessoas não descansei. 

Afinal, e felizmente, as pessoas lêem blogs. E pelos vistos, livros. Tão bom. 

Acabei de ler Precious. Um livro tão sofrido e triste. Acho que é a personagem que conheço que mais sofre. Não me querem dizer qual é a personagem mais sofrida que conhecem? Obrigada. Curiosidade. 

Vou ficar por casa estes dias, tenho o miúdo doente outra vez. De quinze em quinze dias é isto. Infantários. Uma preocupação constante. A ver se consigo fazer tudo o que pretendo para o blog e canal. 

Já pensaram se vão participar na Maratona Gelo e Fogo? Está quase quase a começar. 

Bem, vou aproveitar o silêncio para começar a ler A Morte de Ivan Ilich de Tolstoi. Saudades dos clássicos. 

 

 

Dia Mundial do Livro

Passar numa livraria e não entrar é um crime no meu curriculum de leitora. Passear pelas estantes, encontrar a capa mais bonita e tocar nas letras faz parte de todo o meu ritual como leitora. Posso até nem comprar nenhum livro (o que é difícil, garanto) mas tenho de entrar, sentir aquele cheiro ao longe. Só encosto o nariz às folhas quando o livro vive do meu lado e conhece o cheiro dos meus lençóis. Gosto de recordar alguns livros que já li, que nem me lembrava mais. Agora anoto, há três anos que o faço. A livraria podia ser a minha casa, com um lugar para comer. Consigo imaginar a minha cabeça deitada sobre um livro de Milan Kundera, um braço estendido sobre Calvino. Gostava de acreditar que os livreiros têm a mesma vontade que eu, ficar por uma noite no fundo de uma livraria, a ver cavaleiros de espada em fumaça e princesas felizes atrás de dragões, com casinhas cor-de-rosa perto de riachos. Livros a saltar das prateleiras para abraçar outros autores. Páginas a dançarem ao som de uma melodia de flauta enquanto os marcadores esticam os braços que não têm. As livrarias são como lugares encantados, têm de ser. Na minha imaginação os livros falam uns com os outros, contam como gostavam que o seu personagem tivesse tanta fama como o Harry Potter. No meu pensamento, o Harry Potter está a posar e a dar autógrafos ao adolescentes dos livros infanto-juvenil. São todos amigos, não existem rivais entre editoras. Sentem alguma tristeza quando não são lidos por massas mas sabem que não se pode agradar a gregos e troianos. Haverá um leitor para todas as histórias. Haverá um lugar para cada sonho.

leitora beta * divulgação * literatura *

contacta-me para mais informações contactoclaudiaoliveira@gmail.com

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D