Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




TBR | Maratona Literária - Especial de Natal

por Cláudia Oliveira, em 18.12.15

 

 

 

Contos, ebooks - O Presente do Meu Grande Amor, vários

Autor português - Perguntem a Sarah Gross, João Pinto Coelho

Criança protagonista - A Elegância do Ouriço, Muriel Barbery

Romances - Os dois livros físicos escolhidos

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


12 comentários

Sem imagem de perfil

De vitória a 18.12.2015 às 17:56

Livros um presente sempre tão bom
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 18.12.2015 às 19:01

Gosto tanto do Sarah Gross...
Imagem de perfil

De Cláudia Oliveira a 21.12.2015 às 10:37

Estou a gostar.
Sem imagem de perfil

De Eduarda Cotrins a 19.12.2015 às 09:32

Foram dois livros que li há pouco, parabéns pelas escolhas (não conheço o do e-book). Fica a minha (modesta) opinião, se é que serve de alguma coisa.

A Elegância do Ouriço - Um livro assimétrico, envolvente, de que gostei quase sempre. Admirável exploração dos “eus” , uma construção muito bonita. O tom deste romance é enganadoramente suave e foi isso que me seduziu à medida que me fui apercebendo. O livro irritou-me duas ou três vezes mas como gosto que me salte a tampa em doses moderadas já me reconciliei com a autora. Ainda por cima tenho uma edição de Une Gourmandise na prateleira à espera de ser lida. E vai ser.
Perguntem a sarah gross - O meu vinha com uma daquelas cintas feiosas, que dão cabo das capas, e que trazia as 5 estrelas do Público e (julgo que) do Expresso. pelos vistos aquilo até resulta, porque foi isso que me chamou a atenção. Mal eu sabia no que ia dar. O livro começa em banho-maria, em dois lugares e duas alturas diferentes. Mas gostei imediatamente do que estava a ler. A prosa era estranhamente sedutora, talvez pela cinematografia da linguagem. Conhecem aquela sensação em que nos sentimos dentro dum livro? Até em lugares estranhos, desconhecidos: um colégio para ricos na América e uma cidade insignificante na Polónia em mil novecentos e troca o passo. Mesmo assim parece que tudo nos é familiar. Lentamente a tensão narrativa vai-se instalando e a certa altura não fazes ideia de como todas as peças se vãoligar. De repente o livro explode e aí adeus, é até ao fim. A diferença de registo para a primeira parte do livro é tão grande que parece que foram dois autores a escrevê-lo. Mas julgo que a intensidade de certos excertos exigem esse contraponto. Acho que parte da magia deste livro está mesmo aí, ele vive dessa ambiguidade entre o corriqueiro e o extraordinariamente poderoso. A vida é isso e a literatura também. Este romance tem algumas páginas magistrais. Há alturas em que o chão te desaparece debaixo dos pés e choras e soluças e esqueces-te do mundo. Será que alguém me percebe se eu disser que a violência pode ser incrivelmente bonita? Depois, mesmo no fim, quando pensas que aquilo terminou levas outra bofetada e ficas a olhar sem perceber de onde é que aquilo veio. E então podes fazer o que eu fiz assim que fechei o livro. Fui à procura do que me faltava (que grande sensação) e li-o outra vez. Numa palavra? Esmagador.
Imagem de perfil

De Cláudia Oliveira a 21.12.2015 às 10:36

Que comentário fantástico!
Já comecei a ler Perguntem a Sarah Gross e estou a gostar, espero ficar surpreendida com o que me espera mais para a frente. O ambiente ainda está ameno, o autor deve estar a preparar alguma...
Quando ao livro A Elegância do Ouriço, fiquei extremamente curiosa após este comentário. Para além disso já ouvi falar muito bem no filme.
O ebook está a ser uma leitura decepcionante.

Obrigada :)
Sem imagem de perfil

De Eduarda Cotrins a 21.12.2015 às 12:39

Atenção, Cláudia, eu gostei do Ouriço por razões muito particulares, coisas muito minhas. Do ponto de vista literário tenho quase a certeza de que, não fosse por me identificar com algumas situações descritas pela autora, o livro não me deixaria grandes saudades.
Imagem de perfil

De Cláudia Oliveira a 21.12.2015 às 12:59

Acredito. Existem inúmeros livros que é isso que acontece. A leitura é uma experiência pessoal e intransmissível.
Sem imagem de perfil

De Beatriz a 19.12.2015 às 18:37

A elegânica do ouriço é só lugares comuns, ainda que tenha partes menos más.
É um best seller, já diz tudo
Sem imagem de perfil

De Eduarda Cotrins a 20.12.2015 às 08:34

Não deixa de ser curioso que o seu próprio comentário contenha um evidentíssimo lugar comum. Dos mais recorrentes, por sinal.
Imagem de perfil

De Cláudia Oliveira a 21.12.2015 às 10:37

Espero gostar :)
Sem imagem de perfil

De a 22.12.2015 às 22:03

lembrei-me de ti https://www.youtube.com/watch?v=zbEvYB6U6cI

Comentar post




Mais sobre mim

foto do autor


QUER ANUNCIAR O SEU LIVRO? claudiaoliveira23@gmail.com


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D