Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


QUER ANUNCIAR O SEU LIVRO? contactoclaudiaoliveira@gmail.com


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




"A Jangada de Pedra" | Saramago

por Cláudia Oliveira, em 14.11.16

 No Goodreads

Minha pontuação 4*

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ler Saramago | eventos, livros e leitores

por Cláudia Oliveira, em 27.10.16

 

Relaciono vários tipos de leitor e personalidades com títulos de Saramago.

Evento no Facebook: AQUI

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Ano da Morte de Ricardo Reis | José Saramago

por Cláudia Oliveira, em 24.11.15

 

Vou tentar descrever o que senti durante a leitura deste livro maravilhoso de José Saramago. O Ano da Morte de Ricardo Reis é absolutamente fantástico. Fez-me amar mais Lisboa, as pessoas e a vida. O escritor conseguiu surpreender-me ao longo da leitura e viver algumas semanas no ambiente característico do século XIX. A mentalidade do povo português pouco mudou. 

 

Ricardo Reis regressa do Brasil depois de estar dezasseis anos longe do seu país. O estranhamento inicial e a procura de um lugar para chamar de lar. Passear pelas ruas lisboetas pelo olhar do médico foi agradável. A paixão e o amor entre duas mulheres tão diferentes. Personagens femininas fantásticas. Quando estas mulheres roubam a cena ao protagonista são, sem dúvida, as minhas partes preferidas.

 

Li o livro de forma lenta como a narrativa pede. São expostos vários temas a partir das observações dos personagens e acontecimentos. Os diálogos entre Ricardo Reis e o seu criador deixaram-me fascinada com a forma brilhante como o escritor resolveu contar esta história. 

 

Imersa enquanto folheei as páginas deste livro. Mexeu com as minhas emoções e emocionou-me. Cinco estrelas. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

2015 | Projecto Ler Saramago

por Cláudia Oliveira, em 18.11.15

Comecei o Projecto Ler Saramago no dia 11 de Outubro de 2014. Já fez um ano. Consiste na leitura dos romances do autor por ordem cronológica. Li, desde essa data, cinco romances. 

Terra do Pecado

Manual de Pintura e Caligrafia

Levantado do Chão

Memorial do Convento

O Ano da Morte de Ricardo Reis (irei escrever a minha opinião brevemente)

 

Sinto-me muito satisfeita com este projecto. Tem sido uma experiência maravilhosa. No próximo ano conto ler mais romances mas não pretendo terminar o projecto. Dou por encerrado o Projecto Ler Saramago este ano, em 2016 voltamos. 

 

Dos livros lidos, Memorial do Convento e O Ano da Morte de Ricardo Reis entraram para a lista de favoritos. Uma lista com outros títulos do autor: Ensaio Sobre a Cegueira, Caim, Viagem do Elefante, As Intermintências da Morte.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Leituras para Novembro

por Cláudia Oliveira, em 02.11.15

 

 

 

 

 

Flores, de Afonso Cruz. Aliás, já li. Opinião brevemente no blog. 

Em Teu Ventre, de José Luís Peixoto. Termino hoje. Opinião brevemente no blog.  

Margarita e o Mestre, de Mikail Bulgakov. A ler. Livro escolhido para o Clube dos Clássicos Vivos. Também serve como leitura para o desafio Rory Gilmore

O Ano da Morte de Ricardo de Reis, de José Saramago. Para o meu projecto Ler Saramago. Leitura em andamento. 

 

A Viagem Vertical, de Enrique Vilas Matas.

As Horas, de Michael Cunningham. Indicação da Tati Dantas. 

Eu Confesso, de Jaume Cabré

Talvez Esther, de Katja Petrowskaja

Os Amores Difíceis, de Italo Calvino. Leitura compartilhada dos Espanadores. 

 

Para o tema do mês (ficção cientifica) ainda não escolhi. Escolho ao longo do mês.

Com certeza que outras leituras fora desta lista também vão acontecer. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

DEDO 2 | Leituras para Outubro

por Cláudia Oliveira, em 02.10.15

 

Algumas leituras já estão definidas. Umas para projectos, outras para serem concluídas agora. Óbvio que existirão livros inesperados. Acontece sempre. É o caso do e-book que ando a ler no Kobo, Sua Voz Dentro de Mim, da Emma Forrest. Ontem à noite cheguei a meio do livro. Estou a gostar. Fala numa moça em tratamento com o doutor R. que se automutila e sofre de bulimia. 

 

IMG_1445.JPG

Comecei a ler o livro da Ana Isabel Dias Ferreira em Setembro. Li cerca de cinquenta páginas, pretendo terminar em Outubro. Estou a gostar, a história sofreu uma reviravolta tornando-a mais interessante. Quanto ao livro da Anabela, tenho lido devagar. É bastante divertido, acho-a uma profissional perspicaz e observadora. 

IMG_1442.JPG

 

 

IMG_1443.JPG

Para o projecto Ler Saramago pretendo ler O Ano da Morte de Ricardo Reis. Acho que é a quarta tentativa para inserir este livro nas minhas leituras. Não quero terminar o ano sem ler mais um romance do meu escritor português preferido. 

Da biblioteca trouxe um livro da escritora Teolinda Gersão. Nunca li nada dela. Estou sem expectativas. 

IMG_1441.JPG

Pela experiência vou ler juntamente com a autora do blog Diário de Leituras o livro do Almeida Garrett, Viagens na minha Terra. Aliás, já li o primeiro capítulo. Para a discussão colectiva do Fórum Entre Pontos e Vírgulas   no dia 25 de Outubro vou ler Frankenstein, da Mary Shelly. Este livro também está incluído no Desafio de Leitura Rory Gilmore.  E claro, para o Leia Mulheres. 

IMG_1446.JPG

Para o Clube dos Clássicos Vivos vou ler Lolita, do escritor Vladimir Nabokov. A edição que trouxe da biblioteca é aquela de capa dura do jornas Público. Disseram-me mal de tradução. Acabei por optar pelo e-book. Não vou gastar dinheiro em mais um livro. 

 

São estas as leituras previstas para Outubro. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Projecto Ler Saramago

por Cláudia Oliveira, em 11.08.15

Comecei o projecto Ler Saramago em Outubro de 2014. A última leitura relacionado com este projecto foi em Fevereiro. Tenho de retomar, tenho saudades. Escrevi opinião de todos os romances lidos. Quatro, por enquanto. 

 

  • Terra do Pecado, 1947
  • Manual de Pintura e Caligrafia, 1977
  • Levantado do Chão, 1980 
  • Memorial do Convento, 1982
  • O Ano da Morte de Ricardo Reis, 1984 - próxima leitura
  • A Jangada de Pedra, 1986
  • História do Cerco de Lisboa, 1989
  • O Evangelho Segundo Jesus Cristo, 1991
  • Ensaio Sobre a Cegueira, 1995 - reler
  • Todos os Nomes, 1997 -  reler
  • A Caverna, 2000
  • O Homem Duplicado, 2002
  • Ensaio Sobre a Lucidez, 2004 - reler
  • As Intermitências da Morte, 2005 - a ponderar a releitura, li há pouco tempo e ainda está fresco na minha memória, existe vídeo no canal, podem ver AQUI.
  • A Viagem do Elefante, 2008 - a ponderar a releitura, li há pouco tempo e ainda está fresco na minha memória.
  • Caim, 2009 - a ponderar a releitura, li há pouco tempo e ainda está fresco na minha memória.
  • Claraboia, 2011 - a ponderar a releitura, li há pouco tempo e ainda está fresco na minha memória.
  • Alabardas, Alabardas, Espingardas, Espingardas, 2014

Autoria e outros dados (tags, etc)

O que espero ler em Abril

por Cláudia Oliveira, em 14.04.15

IMG_3028.JPG

Para o tema de Abril (drama) vou ler Precious: A Força de Uma Mulher de Sapphire. Este livro venceu a votação Primeiro Parágrafo. Os outros livros eram: E As Montanhas Ecoaram de Khaled Hosseini e Incendiário de Chris Cleave. spero gostar tanto do livro como gostei do filme. 

Para o projeto Ler Saramago vou ler O Ano da Morte de Ricardo Reis. Era para ter lido em Março mas não consegui. 

Para sair da minha zona de conforto vou ler Abryel do booktuber e escritor Wellington Pinto. 

Pretendo ler também o livro de contos Música para Água Ardente de Bukowski e Quantas Madrugadas Tem a Noite de Ondjaki.

No Kobo, costumo fazer leituras inesperadas, como é o caso do livro em andamento Barba Ensopada de Sangue de Daniel Galera. 

Para o clássico do mês, ainda estou a decidir. 

IMG_3024.JPG

 

IMG_3025.JPG

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O que espero ler em Março

por Cláudia Oliveira, em 04.03.15

Para o tema de Fevereiro (amor ou traição) quero terminar de ler O Museu da Inocência de Orhan Pamuk. 

Para o desafio 12 Livros 12 Receitas escolhi uma autora Norte Americana, Marion Zimmer Bradley com As Brumas de Avalon II

O vencedor do livro da votação Primeiro Parágrafo foi A Sombra da Lua de Michael Connely. É também uma leitura para o tema do mês: Policial. O livro esteve em votação com A Rapariga Que Sonhava com Uma Lata de Gasolina e Um Fósforo de Stieg Larsson; Infelizmente não ganhou a votação porque quero ler este livro há muito tempo mas ando sempre a adiar. Na votação também estava o livro Caçadores de Cabeças de Jo Nesbo. Acabou por ganhar o autor que menos oiço falar. Pode ser que seja uma surpresa boa. 

 Para o projecto Ler Saramago pretendo ler O Ano da Morte de Ricardo Reis. No entanto, não sei se vou conseguir. Vou deixar para a última semana. 

 

 

Ainda não sei o que ler para Clássico do Mês. 

Entretanto, fiz uma leitura inesperadas. Mais virão. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Memorial do Convento | José Saramago

por Cláudia Oliveira, em 13.02.15

capa.jpg

 

Existem várias edições deste livro, a minha preferência é a última edição. Um exemplar mora na minha estante. Uma capa simples com letras a negro. A edição está impecável.

IMG_0182.JPG

 

expetativa.jpg

 

Já tinha tentado ler duas vezes este livro, mas não passava das primeiras páginas. Felizmente, após ler as opiniões positivas das participantes do desafio Ler Saramago, fiquei cheia de vontade e agarrei no livro mais entusiasmada. Felizmente, este mês foi o momento certo.

enredo.jpg

 

A história passa-se no século XVIII durante o reinado de D. João V e a Inquisição. D. João promete construir um convento se a sua mulher engravidasse. E cumpre.

Temos também Baltazar e Blimunda, o casal central deste romance. Conhecem-se de uma forma inesperada, diria mágica, apaixonam-se perdidamente e vão viver juntos.

Depois, temos o Frei Bartolomeu Lourenço de Gusmão. Tem um sonho, construir uma passarola para voar.

A Inquisição persegue os sonhos de quem sonha e acredita neles.

personagens.jpg

 

O livro está repleto de personagens bem construídos.

Saliento a grande e maravilhosa Blimunda, por quem me apaixonei perdidamente como ela se apaixonou por Baltasar. Tem um dom, mas não vou contar qual. Ela e o seu amado Baltasar são um par romântico cheio de poesia e amor.

Frei Bartolomeu é um sonhador, um louco sonhador. Aquele homem que gostava de ter como amigo. Fiquei um pouco triste com o seu destino, mas é válido. Bastante válido.

escritaleitura.jpg

 

O livro é intenso, cheio de longas frases, com todas as características conhecidas do escritor José Saramago. Adoro, mas possivelmente cansativo para alguns leitores. Não recomendo este romance como primeira leitura.

geralerealidade.jpg

 

Pequeno aviso. Este texto de opinião é reduzido em relação à grandiosidade desta obra. Prima, obra-prima! O livro surpreendeu-me, emocionou-me e deslumbrou-me.  

Sempre olhei para as grandes obras do homem com algumas dúvidas. Como construíram este convento/palácio com as condições operárias na altura? Acho impressionante. Não havia a facilidade de mobilidade, muito menos as máquinas desenvolvidas de hoje. O livro descreve muito bem esse aspecto. Um bocadinho cansativo de acompanhar mas interessante.

O amor está presente neste livro. O amor aliado aos sonhos. Tem passagens muito bonitas. Quando o casal Blimunda e Baltasar se encontra pela primeira vez, quando fazem amor, a forma como comunicam, entre outros momentos de uma enorme sensibilidade e beleza.

A dura crítica à religião, a deus. Às pessoas que servem a deus.  Questionamentos sem fim.

Os sonhos de Bartolomeu em querer voar. A maldita Inquisição presente neste livro, destruidora de sonhos.

E aquele final? Tive de ler três vezes para perceber (Para interiorizar) realmente o que se tinha passado. Brutalmente fantástico.

Este livro entrou para os livros da minha vida. Mais uma vez, Saramago deixou-me atordoada com tanto talento. Fez-me pensar nos meus sonhos. No amor. Na vida, na curta vida para os sonhos. Na curta vida para amar.

notafinal.jpg

 

5 estrelas.

 Opinião da Michelle AQUI

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


QUER ANUNCIAR O SEU LIVRO? contactoclaudiaoliveira@gmail.com


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D