Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



SOU LEITORA BETA CONTACTE-ME PARA AVALIAÇÃO contactoclaudiaoliveira@gmail.com

BREVEMENTE

Resultado de imagem para mario de carvalho novidade porto editora  Cronovelemas






CLUBE DOS CLÁSSICOS VIVOS

Resultado de imagem para a ilustracasa de ramires asa eça

O Rouxinol | Kristin Hannah

por Cláudia Oliveira, em 11.09.16

 

No Goodreads

Minha pontuação 4*

 

Kristin Hannah chamou a minha atenção pela primeira vez quando foi publicada o seu romance Entre Irmãs durante o ano passado pela Bertrand. O Rouxinol acabou por ser o meu primeiro contacto com a escrita da autora. O facto de ela construir personagens femininas fortes unida a esta capa maravilhosa foram elementos mais do que suficientes para começar a leitura com expectativas altas. 

 

Adoro ler livros que abordem a Segunda Guerra Mundial. Este livro descreve muito bem o ambiente vivido, capta o medo das populações com a chegada das tropas alemãs. Ao contrário da maioria dos livros que leio, este retrata o papel das mulheres e a sua importância. 

 

Temos duas irmãs, a Isabelle e a Vianne. Elas vivem experiências distintas dentro da mesma realidade. Enquanto que Vianne é obrigada a receber as tropas de Hitler dentro da sua casa, Isabelle junta-se à Resistência para salvar outras pessoas. Ambas mulheres fortes com formas diferentes de agir perante o medo. Pessoalmente o meu interesse focou-se mais na pequena Isabelle e na sua destemida atitude. Sempre de resposta na ponta da língua e soluções no meio dos problemas, ela acaba por cativar mais o leitor. 

 

Há um interesse por parte da autora em captar a força da mulher ao longo de todas as páginas. Acaba por referir Edith Cavell, uma enfermeira britânica considerada uma heroína na Primeira Segunda Guerra. 

 

"- Já ouviste falar de Edith Cavell? - pergunta ela.

- Pareço-te ser um homem instruído?

Isabelle pensou por um instante e respondeu:

- Sim.

Ela ficou calado tempo suficiente para ela perceber que o surpreendera.

- Sei quem ela é. Salvou centenas de pilotos aliados na Grande Guerra. Ficou famosa por ter dito que "ser patriota não chega". E é esta a tua heroína, uma mulher executada pelo inimigo.

- Uma mulher que fez a diferença..."

 

Nem só de luta se faz a guerra, também o amor está presente nesta história. Gostei bastante do romance vivido pelas duas irmãs, mas mais uma vez a história de amor entre a Isabelle e Gaëtan interessou-me mais. Há um equilíbrio na dose de ternura entre os dois. 

 

Gostei particularmente da relação que a Isabelle tem com o seu pai. Um homem que ficou marcado pela Guerra e pela morte prematura da sua esposa. Assume-se como um homem frio e sem capacidade de dar afecto. As cenas entre os dois são duras e emotivas. 

 

A história é bem desenvolvida, com bons personagens e tem profundidade. Contém cenas tristes e duras. Passagens apaixonantes e bonitas. A autora está de parabéns pelo trabalho de investigação. Acho que quem gosta da temática e de mulheres lutadoras vai gostar.

ISBN: 9789722532099

Edição ou reimpressão: 07-2016

Editor: Bertrand Editora

Idioma: Português

Dimensões: 150 x 235 mm

Encardenação: Capa mole

Páginas: 504

Autoria e outros dados (tags, etc)



SOU LEITORA BETA CONTACTE-ME PARA AVALIAÇÃO contactoclaudiaoliveira@gmail.com

BREVEMENTE

Resultado de imagem para mario de carvalho novidade porto editora  Cronovelemas






CLUBE DOS CLÁSSICOS VIVOS

Resultado de imagem para a ilustracasa de ramires asa eça