Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



QUER ANUNCIAR O SEU LIVRO? contactoclaudiaoliveira@gmail.com



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D



O meu coração não aguenta, mais um título da Svetlana. Tenho realmente de ler os livros da minha estante desta autora maravilhosa. Dia 4 de Setembro. Já percebi que vem aí um mês recheado de novidades boas! 

 

SINOPSE

 

A 22 de junho de 1941, a Alemanha nazi invade a União Soviética, quebrando o pacto de não-agressão celebrado entre as duas nações e dando início ao que ficaria conhecido do lado russo como a Grande Guerra Patriótica. 
No final do conflito, em 1945, tinham morrido cerca de três milhões de crianças e, só na Bielorrússia, vinte e sete mil viviam em orfanatos. 
Os relatos destes órfãos foram recolhidos, passados mais de quarenta anos, por Svetlana Alexievich. 
O resultado é uma visão única da guerra, testemunhada pelas crianças e não por soldados, políticos ou historiadores — os narradores mais sinceros e, simultaneamente, mais injustiçados. 

Uma obra importante, composta por relatos impressionantes, profundamente comovedores e autênticos, em que o conflito e a tragédia se transformam em acontecimento pessoal, em fascinante e pungente memorial vivo de guerra.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Munkee_0716183147.jpg

 

Memorizem este nome, Raquel Gaspar Silva. Ainda vamos ouvir falar muito nela. O seu primeiro livro editado recentemente pela Elsinore intitula-se "Fábrica de Melancolias Suportáveis". Que título maravilhoso é este? E esta edição fantástica? A primeira vez que ouvi falar na autora foi numa visita à editora, sabia que uma mulher portuguesa seria editada brevemente pela Elsinore. Sabia o seu nome e que a história do seu livro se passava no Alentejo. Esperei expectante durante algumas semanas. Quando meti os olhos no livro, num passeio inesperado, comprei-o por impulso. 

 

Vamos fazer assim, não vos vou entregar a história. Vou revelar apenas a experiência de leitura. Podem aproveitar, clicar no play do vídeo e ouvir um excerto. Uma passagem que define claramente a escrita da autora.

 

Este livro é pequeno, lamentei o número de páginas de tão maravilhoso, mas tem o tamanho certo. No fim reli as minhas passagens preferidas, andei com o livro de um lado para o outro mais uma quantidade de dias. Adiei este texto na expectativa de descobrir a dimensão do impacto deste livro na minha vida. 

 

Um livro pequeno pode guardar muitas histórias. É este o caso. Revelou-se uma enorme surpresa, talvez a maior surpresa do meu ano. Raquel Gaspar Silva revela uma enorme maturidade na sua prosa poética. Foi exactamente o texto rebuscado que mais me fascinou. Uma história que revela pouco, com várias interpretações.

 

Carlota é o nome da nossa protagonista. É a história da própria Carlota contada através das imagens que guarda dos outros. Fotografias mentais que parecem distantes e nubladas. A interpretação é nossa e aposto que será diferente para cada leitor. Meias palavras, histórias nas entrelinhas. A história não é entregue aos leitores na totalidade. Fica a sensação que a Carlota tem uma fábrica extensa de memórias melancólicas  (como indica o título) e cativantes (na minha perspectiva). 

 

"A mãe era pequena, de troço no cabelo e vestidos de flores miudinhas, personalidade simples e ambições leves como um coelho. Suportava sem embaraço o sabor da autoridade paterna, não participando dos cálculos de gestão domésticos, pois a sua tarefa era zelar pelos filhos em recatada manifestação de amor. Assim aprendera: não ser abertamente expressiva para que ninguém a julgasse excêntrica. Toda ela era a complacência do jugo matrimonial."

 

Vi muito do nosso país,  das nossas tradições. Das famílias numerosas e das suas casas ao cheiro da terra debaixo do sol tórrido. Para além de visceral, foi uma leitura quase visual. Foi inevitável ir ao baú das minhas memórias enquanto lia este livro. 

 

Na medida certa, com uma narrativa surpreendente e capaz de emocionar, este livro deixa a sua marca. Recomendo imenso.  

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

"PEQUENOS BOÉMIOS" | EIMEAR MCBRIDE

por Cláudia Oliveira, em 15.07.17

Desta autora li "Uma Rapariga É Uma Coisa Inacabada", dia 24 deste mês sai um livro novo pela Elsinore. Pretendo ler e espero sinceramente apaixonar-me. A primeira experiência não correu muito bem, culpa da narrativa. Gostei da história, mas a forma como decidiu contar a história ficou estranha. Estou de facto curiosa com este e já coloquei na lista das prioridades.

 

SINOPSE

 

«Mais uma noite. Mais uma música? Mais uma pastilha. E o autocarro noturno. Excelente. Que tal andas, já estás melhor? Sim. Adoro-te meu a sério. Eu também te adoro. E a rir-nos um para o outro enquanto Londres inteira a curtir no seu circo de luzes.»

Uma rapariga de 18 anos, recentemente chegada a Londres para estudar Teatro, apaixona-se por um homem mais velho, um ator estabelecido e bem-sucedido. Uma rapariga de 18 anos, ingénua e carregada de expetativas sobre a vida numa grande cidade e um homem acompanhado por fantasmas de uma vida conturbada acabam por se apaixonar. Londres vibra, aproximando-se do novo milénio. A rapariga e o homem vivem um ano que poderá acabar por consumi-los, sem hipótese de retorno.

Entre o épico e o delicadamente íntimo, Pequenos Boémios é a celebração da luz e da escuridão, das ansiedades de envelhecer e da intensidade transformadora do amor.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

NOITES LITERÁRIAS COM A 20|20

por Cláudia Oliveira, em 29.05.17

 

Espaco-03.png

 

Espaço da 20|20 Editora aumentou, ganhou um espaço novo dentro da Feira do Livro. Doze pavilhões, três palcos e muitas atrações. Em sete anos a 20|20 passou a ser umas das maiores editoras em Portugal com cinco chancelas: Booksmile, Nascente, Topseller, Vogais e Elsinore.

 

Já vos contei que a Paula Howkins estará dia 10 (15h00-18h00) e 11 de junho (14h30-16h00) na Feira do Livro. As novidades não ficam por aqui. Já viram as novidades que a Elsinore tem para os visitantes da grande festa do livro? Não parei de dar pulos: Paulo Moura, António Marujo, Nuno Tiago Pinto, Maria João Viana, Cristina Leal, Filipa veiga (dará uma aula de Yoga ao vivo), Paula Raposo Esteves, Maria da Luz Ridrigues, Marisa Valadas, Carina Barbosa, João Magalhães, Paula Beirão Valente, Nelson Nunes, Maria João Fialho Gouveia, Sofia Rito, Sofia Loureiro, Juliana de’Carli, Magda Roma, Ana. R. Bravo, Maria Antónia Peças, Susana Alves e Carolina Santo. 

Noites Elsinore.jpg

 

Noites Elsinore, com tertúlias à moda antiga, com conversa solta e inesperada, todos os dias da semana, entre as 21 e as 22 horas. A ideia é ficar a conhecer uma obra atraves de um escritor. Um dois em um. Um escritor com olhos de leitor. Sou doida com o catálogo da Elsinore e espero estar presente em alguns eventos. 

 

Está quase!

 

Marca na tua agenda

Paulo Moura, 3 de junho

Cristina Leal, 3 de junho

Carina Barbosa, 10 de junho, 

Paula Hawkins, 10 e 11 de junho

Maria João Fialho Gouveia, 11 de junho 

João Reis, 11 de junho 

Margarida Fonseca Santos, 17 de junho

 

 

 goodreads twitter instagram facebook

Autoria e outros dados (tags, etc)



QUER ANUNCIAR O SEU LIVRO? contactoclaudiaoliveira@gmail.com



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D