Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



"HISTÓRIA DA MENINA PERDIDA" | ELENA FERRANTE

por Cláudia Oliveira, em 09.05.17

IMG_20170509_095723.jpg

 

Lila e Elena. Minhas queridas. São as protagonistas de uma história contada pelo ponto de vista de uma. Dividem o protagonismo entre os diversos livros da série.  Elena escreve sobre ela e sobre a sua grande amiga Lila. Portanto, não podemos confiar totalmente na sua história. Vemos as pessoas como queremos, não como elas são realmente. Existem momentos em que sinto raiva ou tristeza de uma, às vezes da outra. Nesta série nunca sabemos o que vai acontecer. Tudo é inesperado. Este fim foi inesperado. Não é um final fechado, sem pontas soltas, pelo contrário. Deixa algumas perguntas sem resposta. 

 

É uma história sobre Nápoles, sobre a construção de uma cidade pós guerra. É sobretudo a construção de uma vida de sonhos num lugar pequeno, cheio de condicionantes impeditivas para obter bons estudos ou uma boa vida. Amores reais e difíceis, famílias corajosas e tempestuosas. É sobre a vida onde mora a amizade e o amor. 

 

É a melhor série de livros que já li em 32 anos, com milhares de quilómetros de letras no meu curriculum como leitora. São as personagens mais parecidas comigo, apesar de fictícias e estarem num ambiente completamente diferente do meu. As oportunidades delas, a sede pela vida e estudos, a relação de amizade das duas protagonistas é bastante próxima da relação de amizade que mantive (ou mantenho, o fim de uma amizade continua a ser uma amizade, não existe ex-amigo, de amigo passamos a coisa nenhuma). Senti cada palavra, e consegui viver com estas personagens durante muitos meses depois de terminada a leitura dos outros volumes. O mesmo acontecerá com este. Estas personagens vão comigo para sempre porque sou eu (às vezes a Lila, às vezes a Elena, não posso revelar onde sou uma, onde sou a outra, às vezes sou as duas). Talvez seja muito prepotente da minha parte dizer que esta escritora escreveu-me, mas a realidade é esta. Encontrei as minhas fragilidades nesta série e reconheci os meus defeitos nas personagens. Quando sinto raiva das suas atitudes também as sinto como minhas. 

 

Na fase adulta, ficamos mais próximos da morte. As pessoas começam a desaparecer, por doença ou morte inesperada. No último livros há muito sofrimento. A carga dramática começa na vida amorosa da Elena, devido a uma grande reviravolta é transportada para a vida da Lila. Continua a existir a habitual competição entre elas. Na cabeça da Elena, acho que ela compete sozinha sem saber. Neste livro vamos ter atitudes surpreendentes por parte de várias personagens. Um turbilhão de emoções. Preparem-se. O título é perfeito para este volume, mal sabia eu. 

 

Não ficamos indiferentes à escrita da Elena Ferrante. É visceral e emotiva, fria e doce. Tudo junto e misturado. Estou completamente apaixonada  pela sua narrativa. Gostava tanto de escrever assim. Sem filtros, no entanto nada é deixado ao acaso.  E apesar de ser impossível reconhecermos a escrita de uma mulher, estes livros só podiam ter sido escritos por uma. Uma das minhas escritoras preferidas. Vou ler tudo o que tenha sido escrito por ela. Infelizmente, faltam-me poucos. Mas sempre posso reler, não é verdade? 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Claro, Elena Ferrante

por Cláudia Oliveira, em 17.03.17

Fiquei feliz, muito feliz por ver que ela venceu o primeiro lugar. É desta que pego nele, só falta o quarto livro para terminar e despedir-me da Elena e Lila.

Autoria e outros dados (tags, etc)

"A Filha Obscura" | Elena Ferrante

por Cláudia Oliveira, em 20.01.17

 

Após a leitura de um livro da italiana Elena Ferrante eu mudo. Cresço como mulher, como leitora. Os livros dela têm esse efeito sobre mim. Não fosse ela a minha escritora preferida. Não fosse ela a escritora que mais escreve sobre mim sem conhecer-me pessoalmente. Ela é brilhante!

 

Este mês pretenda ler o quatro livro da série napolitana, mas optei por ler um conto chamado "A Filha Obscura". Li em ebook na versão pt-br ("A Filha Perdida"), mas o conto já foi traduzido e editado em Portugal juntamente com outros contos. O livro chama-se "As Crónicas do Mal de Amor". Esta edição tem três contos: "A Filha Obscura", "Dias de Abandono" e "Um Estranho de Amor". Obrigada a quem me alertou no meu último vídeo. Sendo assim já não há desculpa, podem (e devem) ler este conto!

 

Não vão simpatizar com a protagonista. Vão julgar as suas atitudes e palavras. Muitos consideram a sua atitude vinda de uma mulher amargurada e egoísta. Tavez o que ela tenha feito não seja o mais bonito, mas eu consegui compreender. Talvez muitas mães vão conseguir entender também. Outras nem por isso. Vão apontar o dedo. Como fazem na vida real. Por isso, muitas se calam e fingem que está tudo bem. Eu gostei dela. Muito. Gosto da forma como ela diz a verdade. Sem filtros. Da sua coragem e da despreocupação em relação aos outros (nós, leitores). A forma como fala sobre a maternidade apesar de ser contra a ideia cor de rosa e feliz implementada na sociedade. São pensamentos justos? São sinceros. 

 

O livro mexeu tanto comigo que ainda hoje penso nele. Já o terminei há uma semana. Ontem fui deitar-me com a história na cabeça, com uma situação em particular. Penso nessa mulher várias vezes. E pretendo reler o conto, desta vez na versão pt-pt após a aquisição (ou requisição) do mesmo. No entanto, tenho de terminar a série napolitana. Eu ando a evitar dizer adeus à Lila e Elena, mas é necessário. 

 

Elena Ferrante nunca me desiludiu. Mais um conto fabuloso!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Revelação de identidade de Elena Ferrante

por Cláudia Oliveira, em 04.10.16

 

Para muitos não fará qualquer diferença. Sinto-me completamente triste por causa desta noticia. Foi totalmente abusivo, despropositado e infeliz a atitude deste jornalista. Querida amiga, estou contigo. 

 

Toda a noticia AQUI

Autoria e outros dados (tags, etc)

História de Quem Vai e Quem Fica | Elena Ferrante

por Cláudia Oliveira, em 08.06.16

IMG_0354.JPG

 

No Goodreads

Minha pontuação 5*

 

Meu Deus, livro maravilhoso! Fico apaixonada pela vida quando encontro livros como este. Encontrar-me numa história é fascinante. A sensação de amizade em relação às personagens e o conforto enquanto viajo por fotografias mentais pela minha vida é tão boa. 

 

Neste terceiro volume vamos encontrar personagens mais maduras. Mas o amor dá a volta à cabeça até da pessoa mais sensata, não é verdade? A vida dá voltas e mais voltas. E neste livro vamos ter mais reviravoltas surpreendentes. E claro, vamos ficar penduradas no final inacabado estrategicamente deixado pela autora. 

 

Vários temas necessários abordados e debatidos entre os personagens. O casamento, como um ritual pertencente a uma tradição familiar, e as diferenças entre as ideologias religiosas e politicas. A luta por melhores condições laborais por parte das mulheres num mundo machista. O aparecimento das primeiras máquinas. A sexualidade e a troca de experiências fora e dentro do casamento. O aparecimento da pílula. A maternidade e a solidão na maternidade foram os temas que mais mexeram comigo. Nunca tinha lido um livro que abordasse de forma tão profunda o papel da mulher na maternidade. Este livro fala sobretudo de mulheres e toca em assuntos que muitas de nós reconhecemos como nossos. 

 

Sinto alguma melancolia em ler o ultimo volume. Está a terminar e eu não quero. Pretendo reler os quatro volumes no próximo ano sem a pressa de conhecer o final traçado pela Elena Ferrante. Gostava tanto de abraçar a autora e agradecer-lhe por estes livros.  

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

História do Novo Nome | Elena Ferrante

por Cláudia Oliveira, em 10.05.16

IMG_9727.JPG

 

No Goodreads

Minha pontuação 5*

 

Vou comprar o terceiro e quarto volume na Feira do Livro em Lisboa deste ano. Preciso de saber como vai terminar esta série e saber o que aconteceu à Elena e à Lila. Será a melhor série de livros lidos este ano e não preciso de terminar para saber. São inesquecíveis, fantásticos e maravilhosos. Podia tecer elogios sem conta.

 

Vamos lá, sem spoilers.

 

Neste livro vamos saber o que se vai passar após o hangcliff do primeiro volume. Vamos acompanhar a evolução da amizade das duas protagonistas e várias reviravoltas. E vamos ficar tontas. Talvez o ritmo de leitura até cerca de metade seja lento, mas depois a autora pôs-me de queixo caído várias vezes até ao fim. Confesso que não conseguia largar, nem pensar noutra coisa enquanto este livro este na minha vida. Aliás, ainda está. 

 

Identifico-me com as duas personagens, um bocado de cada uma. Também passei ( e continuo a passar) por algumas situações com uma amizade que ainda mantenho (até ao fim da minha vida). Ao longo do livro sentimos raiva, ódio, carinho, pena, amor por elas. Não é assim a vida? Não somos feitos de qualidades ou defeitos. Somos feitos de várias características que nos torna únicas. Uma bela e colorida mistura. Senti vontade de gritar com a Lila, abanar a Elena, bofetear a maioria dos homens desta história. Elas tiveram as melhores férias de sempre. E eu só consegui lembrar-me das minhas férias enquanto adolescente. Se as ruas daquela terra falassem. 

 

Nem só de protagonistas um bom livro é feito, temos os personagens secundários que nos fascinam. Todos eles são importantes para completar o retrato literário que a Ferrante nos apresenta. Nem sei como vamos conseguir viver sem estes personagens no final. É possível? Será que algumas vez na vida vou encontrar personagens tão próximos como estes? Isto só acontece uma vez na vida? Digam-me que não.

 

Tenho um pedido para fazer à autora: POR FAVOR, ESCREVA MAIS LIVROS!

 

As oportunidades não acontecem a todos. Alguns vão precisar de batalhar constantemente para que algo de grandioso aconteça na vida. Alguns não vão precisar de fazer nada, a oportunidade vai bater à porta e só os mais inteligentes vão conseguir segurar com as duas mãos. Somos todos feitos da mesma força? Somos consequência dos nossos erros ou do nosso silêncio? Quantas paixões carregamos? 

 

Neste volume, a personagem Elena irá sobressair em relação à Lila. Ficamos a conhecer mais das duas e vamos ser surpreendidos por várias atitudes de ambas. Para mim, a Lila acaba por ter atitudes que me desiludiram imenso. Cheguei a desconfiar de algumas. 

 

Em relação ao hangcliff deste livro não achei tão poderoso quanto o primeiro. Foi um bom final, deixa uma pessoa maluca por ler o próximo volume, mas as expectativas não foram superadas. O livro chega a roçar um bocadinho a novela mexicana a um dado momento. A autora esteve por um triz por descambar e ir por esse caminho, mas soube parar a tempo. Acho que colocou as minhas expectativas para os próximos volumes no limite máximo. Acho que vou precisar reduzir um bocadinho este grau de ansiedade antes de começar a ler os próximos. 

 

Um livro maravilhoso, sobretudo para quem teve uma amizade de infância marcante e muito especial. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Amiga Genial | Elena Ferrante

por Cláudia Oliveira, em 06.04.16

IMG_9292.PNG

 

No Goodreads

Minha pontuação 5*

 

Adorei a releitura deste livro. Acabei por dar cinco estrelas desta vez. Uma das melhores leituras deste ano. Ansiosa para começar o segundo volume, ao mesmo tempo não quero terminar de ler esta colecção tão depressa. Vou contar-vos porque adoro este livro. Já tinha falado nele em 2015, podem ler AQUI.

 

A autora utiliza um recurso que gosto bastante. No meio de uma peripécia, desvenda um pouco do que tem para contar mais tarde, deixando o leitor ansioso pelo relato. Também consegue manter um clima de mistério ao longo da trama. As últimas páginas são fantásticas. É impossível não ficar de boca aberta ou sair de casa a correr para ir comprar o próximo volume depois daquele final. A escrita cativante mantém uma aura de mistério durante toda a história, sobretudo em relação a uma das personagens, a Lila. A minha personagem preferida. Senti falta de conhecer a história pela seu ponto de vista. 

 

A história é narrada pela Elena (Lenú), a melhor amiga de Lila. Elas conhecem-se muito novas e nunca mais se largam. A relação de ambas vai converter-se numa amizade genuína após passar por várias fases. A Lenú sente uma obsessão em relação à sua amiga, compete constantemente com ela. Inferioriza-se, enaltecendo sempre a amiga. Isso incomodou-me regularmente. 

 

Gosto sobretudo da da importância que a professora exerce na vida destas duas meninas, assim como da história das famílias presentes neste livro.  Todos os personagens são cativantes e cheios de camadas. Apesar da narrativa não possuir um ritmo rápido a história fica melhor a cada página. Aposto que os próximos livros são melhores. São, não são?

 

A história bastante verosímil. Segunda minha teoria, é a história da própria autora. Talvez por isso tanto mistério à volta do anonimato de Elena Ferrante. Ou golpe de marketing?

 

Não é somente um livro sobre mulheres nem para mulheres. É um livro que mostra a infância e adolescência de uma amizade entre duas crianças. Este livro aqueceu o meu coração,  levou-me a viajar até à minha infância e adolescência e recordar as minhas amizades. Tive a sorte de ter conhecido a minha amiga genial que ainda hoje está ao meu lado.

 

Pretendo ler os próximos volumes ao longo do ano. Estou encantada! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Amiga Genial | Elena Ferrante

por Cláudia Oliveira, em 12.08.15

Lembram-se do projecto Leia Mulheres? Sempre que posso divulgo o projecto, podem ver AQUI as leituras que fiz de livros escritos por mulheres. Existe um tumblr do projecto. Podem consultar esta lista de 55 obras imperdíveis. 

***

Terminei de ler A Amiga Genial, de Elena Ferrante. Na verdade ninguém sabe se Elena Ferrante é uma mulher, ninguém sabe quem é a autora. Ela responde às entrevistas a partir do seu e-mail e nunca deu a cara. Esse facto despertou a minha curiosidade, para além das opiniões muito positivas da Pipa e da Tatiana Dantas

Este livro pertence a uma tetralogia, o segundo volume acaba de ser lançado em Portugal com o título História do Novo Nome, também da editora Relógio D'Água. 

A Amiga Genial conta a história da Elena e da Lila, narrada pelo ponto de vista da primeira. As duas conhecem-se na escola, Elena é atraída pela postura de bravura e confiante da Lila. A amizade delas vai crescer e fortalecer-se. O pano de fundo é um bairro nos subúrbios de Nápoles, num tempo pós-guerra dos anos 50, no meio de miséria e ambiente pouco hostil. 

No inicio da história ficamos a saber que Lila desaparece sem deixar rastos. Aliás, ela recorta o seu rosto das fotografias e leva tudo consigo. Após Elena receber a noticia via telefone decide contar a história das duas. Este livro centra-se na infância e adolescência, presumo que os próximos volumes desenvolvam a fase adulta.  

O que mais gosto neste livro, para além da escrita fantástica da autora, é das duas personagens principais desta história. Sobretudo da Lila. Sendo uma personagem misteriosa, cativa e queremos saber sempre mais sobre ela. Ao longo do livro vamos percebendo que entre as duas existe um clima de competição, fascínio e admiração. É uma amizade muito bonita, cheia de sonhos e algumas decepções. 

Na escola descobrem que Lila é muito inteligente, aprendeu a ler e fazer cálculos sozinha. Há uma competição das duas pela atenção da professora, entre elas e os rapazes. É interessante ver os esforços da professora para elas prosseguirem os estudos em vez de irem trabalhar como é costume naquele bairro. É interessante acompanhar o desenrolar da vida das duas. 

Fiquei apaixonada por este livro e pela escrita da autora. Pretendo ler o segundo volume (acabei de fechar a encomenda na Wook). Espero não ter de esperar muito tempo para ler os restantes. Recomendo imenso. 4 estrelas. Quase cinco. 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


AUTORES QUE NOS UNEM

VISITA O SITE


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D