Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



QUER ANUNCIAR O SEU LIVRO? contactoclaudiaoliveira@gmail.com



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D



2017-06-28_10.06.02.jpg

 

foto: Porto Editora

 

Ao longo do mês de junho passaram por aqui os autores, leitores e até ficámos a saber como é trabalhar na Feira do Livro de Lisboa. Entrevistas AQUI, AQUI E AQUI. Também fiz a contagem decrescente até ao dia da inauguração, podem ver AQUI. O Clube dos Clássicos Vivos também não faltou, podem ver AQUI. Dei a conhecer o lado de quem ama a feira e espera por ela todos os anos. Também era importante  dar a conhecer o outro lado, o trabalho de equipa da Porto Editora. Encerramos desta forma, e muito bem, com as palavras de quem trabalha diariamente com os livros e prepara anualmente a FLL. 

 

Paulo Rebelo Gonçalves, responsável de comunicação e imagem do grupo Porto Editora há cerca de dezoito anos, aceitou dar uma entrevista ao blog "A Mulher Que Ama Livros" para revelar algumas informações sobre a preparação e o balanço da Feira do Livro deste ano. Tive o prazer de conhecer o Paulo Rebelo Gonçalves num evento exclusivo para bloggers. Um evento que me permitiu verificar o enorme entusiasmo por parte de todos os presentes em relação à chegada da feira. Para além de conhecer antecipadamente algumas confirmações de presenças e eventos. Foram abordados nesta entrevista vários assuntos: o trabalho antes da feira, os escritores, os eventos, as vendas, a concorrência e a relação com os bloggers. Estou muito grata pela disponibilidade demonstrada pela editora em cooperar de forma tão dedicada nesta entrevista e dar-me a possibilidade de chegar a alguns autores e leitores (através da iniciativa de livro sugerido presente na Feira do Livro de Lisboa - fotos no final da entrevista).  

 

A Feira do Livro de 2017 encerrou no dia 18 com um balanço muito positivo. A 87ª edição contou com cerca de meio milhão de visitantes e mais de mil sessões de autografos.  Foi muito bom, não foi? Agora só nos resta esperar pelo próximo ano. 

 

 

Quando chega a Feira do Livro há uma enorme euforia por parte dos leitores e amantes da grande festa do livro.  A editora partilha desse entusiasmo?

O nosso entusiasmo começa muito antes, quando iniciamos a preparação de todos os detalhes da nossa participação na Feira do Livro. A dada altura, ao entusiasmo junta-se a expetativa pelo dia de abertura – por alguma razão colocámos um “countdown” no site Autores que nos unem semanas antes do início da feira. 

 

Com quanto tempo de antecedência preparam a Feira do Livro?

Respondo assim: ainda não tinha terminada esta edição e já estávamos com ideias para 2018. 

 

É dada formação aos livreiros? Precisam de conhecer o catálogo e/ou o nome dos autores?

Os nossos livreiros conhecem bem o nosso catálogo, os nossos autores e os livros. Tem-se o cuidado de fazer reuniões de equipa antes do arranque da feira para partilhar os cuidados a ter, as regras de funcionamento considerando o regulamento da própria feira, a mecânica de promoções, partilhando naturalmente informação sobre a nossa agenda de eventos, que autores vão estar presentes, etc.

 

José Luís Peixoto anunciou o novo livro na FLL no fim de semana passado. Guardam estas novidades para esta altura de forma a surpreender os leitores? É impressão minha ou nesta altura são lançados mais livros do que o habitual?

José Luís Peixoto e a editora entenderam que seria bom aproveitar a Feira para fazer essa surpresa aos seus muitos leitores. A Feira do Livro faz-se muito destes momentos de partilha especiais entre os autores e os leitores – aliás, é isso que define a nossa presença neste evento.

É natural que as editoras aproveitem a Feira do Livro para lançarem novos livros, mas não é líquido que seja o momento com maior incidência de lançamentos.

 

O Grupo Porto Editora fica sempre no mesmo lugar na Feira do Livro de Lisboa. Os leitores já se habituaram ou é uma questão de espaço?

 É uma questão de organização do evento. Estamos há vários anos naquele espaço e lá vamos continuar.

 

Este ano tiveram as presenças de Luís Sepúlveda, Augusto Cury e  Sveva Casati Modignani. Augusto Cury foi uma loucura. Como escolhem as presenças mais marcantes? Como é feita essa gestão? Contavam com tantas pessoas?

Refere autores que têm enormes legiões de fãs em Portugal. Mas é justo que fale de José Luís Peixoto, José Eduardo Agualusa, Richard Zimler ou Gonçalo M. Tavares, que tiverem largas dezenas de leitores a quererem autógrafos. Ou da Luísa Ducla Soares, que recebeu tanto carinho dos pequenos leitores. Mas há muitos outros autores e todos eles sentiram o afeto dos leitores e os menos conhecidos tiveram oportunidade de se darem a conhecer. Acreditamos que é essa nossa visão, de que a feira é um espaço para todos os autores e leitores, que faz com que tenhamos invariavelmente muitos milhares de pessoas connosco.

 

Existe algum autor muito pedido pelos leitores que ainda não esteve na FLL? Quem gostariam que estivesse presente, mas infelizmente ainda não foi viável?

Há sempre autores que, por esta ou aquela razão, não puderam estar presentes, mas haverá mais oportunidades. De qualquer forma, estamos mesmo muito contentes por termos tido tantos e tão bons autores nesta edição.

 

Como é a vossa relação com as outras editoras? Saudável ou competitiva? Vão espreitar a concorrência?

A nossa relação é saudável e competitiva. Apesar da crise que afeta o setor editorial português, a verdade é que se trata de uma indústria cultural muito profissional e dinâmica que em muito contribui para a riqueza do nosso país. Há excelentes editoras, que trabalham muito bem e gostamos que assim seja. O país, para evoluir e afirmar-se, precisa de um setor editorial forte, que promove a nossa cultura, a nossa língua, os nossos valores.

 

Nota-se uma preocupação crescente das editoras em colaborar com os bloggers. No Brasil é mais evidente esse trabalho. Em Portugal ainda estão a caminhar nesse sentido. Os bloggers têm um papel importante na divulgação e incentivo à leitura? Pretendem estreitar essa ligação?

O Grupo Porto Editora relaciona-se com os bloggers há muitos anos e sempre procuramos encontrar caminhos para reforçar os laços criados. É o que vamos continuar a fazer. 

 

O Grupo Porto Editora teve este ano uma iniciativa muito interessante: as sugestões dos bloggers através de frases junto dos seus livros preferidos. De quem partiu a ideia?

Surgiu durante as reuniões de planeamento que a equipa foi fazendo e, claro, foi aprovada por unanimidade.

 

Como se despedem da Feira do Livro? Cansados ou tristes?

Naturalmente cansados, mas contentes com o trabalho realizado e com o reconhecimento da parte dos leitores.

 

Qual é o próximo grande evento para preparar em seguida? 

Como a Feira do Livro de Lisboa não há comparação. Mas posso dizer que os lançamentos que se avizinham serão tratados com o mesmo grau de entusiasmo e de profissionalismo.

 

 

 

 

Munkee_0628102411.jpgMunkee_0628102705.jpgMunkee_0628102616.jpg

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

VEDA #26 PARCERIAS COM EDITORAS

por Cláudia Oliveira, em 26.04.17

 

 

Como funciona, como aconteceu comigo, tudo o que precisas e o que eu penso sobre as parcerias. Toda a verdade!

Deixem a vossa opinião sobre este assunto nos comentários.

goodreads twitter instagram facebook

Autoria e outros dados (tags, etc)

VEDA #23 UMA EDITORA POR DENTRO

por Cláudia Oliveira, em 23.04.17

 

 

Vi conhecer a 20|20 Editora. Foi espectacular. Adorei a experiência. E também festejámos o Dia Mundial do Livro que se celebra hoje. Queria muito dividir este dia convosco, espero que gostem. Fotos no final. 

 

Blog Vera: AQUI
Blog Maria João: AQUI
Canal da Patrícia: AQUI

 

goodreads twitter instagram facebook

Autoria e outros dados (tags, etc)

image002.png

 

Mais um título interessante. Ficou debaixo de olho. 

***

Em Português, Se Faz Favor

Helder Guégués

15x23

280 páginas

15,90 €

Não Ficção/Língua Portuguesa

Nas livrarias a 23 de Setembro

Guerra e Paz Editores

 

Afinal o termo correcto é «pôr», «colocar» ou «meter»? Usa-se «mais bem» ou «melhor»? Estas e outras dúvidas são respondidas por Helder Guégués – tenaz revisor que persegue os erros que se infligem à Língua Portuguesa há mais de 15 anos – no seu primeiro livro, Em Português, Se Faz Favor, que a Guerra e Paz faz chegar às livrarias a 23 de Setembro.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Guerra e Paz Editores | Os Maias | Eça de Queiroz

por Cláudia Oliveira, em 15.09.15

Os Maias

Eça de Queiroz

15x23

600 páginas

11,90 €

Ficção/Literatura

Nas livrarias a 23 de Setembro

Guerra e Paz Editores

 

Uau! Quero este livro na minha estante. A capa é maravilhosa e aposto que a edição deve estar um mimo. Que saudades de ler Os Maias

***

Este é, provavelmente, o arranque mais conhecido e reconhecido de qualquer romance português. A partir de 23 de Setembro, essa entrada e esse romance passam também a constar do catálogo da Guerra e Paz Editores. Os Maias, a mais importante obra de Eça de Queiroz, é primeiro livro de uma nova colecção de clássicos da Literatura que a Guerra e Paz se orgulha de inaugurar nesta rentrée literária.

Com capa de Ilídio Vasco, a obra faz parte do Plano Nacional de Leitura e inclui alguns preciosos auxiliares  para o leitor: uma árvore genealógica da “família Maia”, uma caracterização das principais personagens, a lista das personagens secundárias, e um descritivo dos principais locais em que se desenrola a acção.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Precisa-se

por Cláudia Oliveira, em 10.08.15

 

Não encontro uma boa edição do livro O Conde de Monte Cristo, de Alexandre Dumas em Portugal. Adoro a edição brasileira da Zahar. Para quando uma nova edição deste livro? Preciso e quero ler. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma edição muito bonita

por Cláudia Oliveira, em 21.07.15

 

 

 Vi no Snapchat da Tati Dantas esta edição da editora Cosac do clássico Moby Dick. Adoro o trabalho da Relógio d'Água mas também quero uma edição assim. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Também existem editoras indie?

por Cláudia Oliveira, em 08.07.15

Diz que sim, diz que sim. 

***

Mariposa Azul Editora

Clube do Inferno

Língua Morta

Oficina do Cego

Artefacto

Autoria e outros dados (tags, etc)



QUER ANUNCIAR O SEU LIVRO? contactoclaudiaoliveira@gmail.com



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D