Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


QUER ANUNCIAR O SEU LIVRO? contactoclaudiaoliveira@gmail.com


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Citação

por Cláudia Oliveira, em 07.12.15

E, cansada, foi fechando os olhos e confundindo as ideias, que aumentavam como sombras de pesadelo, e dormiu, num sono fatigado e triste, sob uma estranha impressão de estar sozinha no mundo.

O Quinze, de Rchel de Queiroz

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Do livro O Rouxinol, de Kristin Hannah

por Cláudia Oliveira, em 19.11.15

Perdi. Pode parecer que estou dizendo que as pessoas que eu amava se extraviaram; talvez que eu as tenha deixado em um lugar ao qual não pertenciam e tenha ido embora, confusa demais para refazer meus passos. Mas elas não estão perdidas. Nem estão em um lugar melhor. Morreram. Com a proximidade do fim dos meus dias, sei que a dor, assim como o remorso, se fixa em nossas células e se torna parte de nós para sempre.

O Rouxinol, de Kristin Hannah

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Do livro As Horas, de Michael Cunningham

por Cláudia Oliveira, em 04.11.15

"Parece de súbito fácil fazer um bolo, criar
um filho. Ama-o puramente, como as mães amam - não tem qualquer ressentimento por ele
não querer partir. Ama o marido e sente-se satisfeita por ser casada. Parece possível (não
parece impossível) que tenha transposto uma linha invisível, a linha que sempre a separou
do que preferiria sentir, de quem preferiria ser. Não lhe parece impossível que tenha sofrido
uma subtil mas profunda transformação, aqui, nesta cozinha, neste mais natural dos
momentos: acertou as contas consigo mesma. Esforçou-se durante tanto tempo, tão
arduamente e com tanta boa-fé, e agora descobriu o truque de viver feliz, sendo ela mesma,
do mesmo modo que uma criança aprende em determinado momento a equilibrar-se numa
bicicleta de duas rodas. Parece que vai ficar bem. Não perderá a esperança. Não lamentará
as suas possibilidades perdidas, os seus talentos inexplorados (e se, no fim de contas, não
tiver nenhum talento?). Dedicará a vida ao seu filho, ao seu marido, ao seu lar e aos seus
deveres, a todas as suas dádivas. Quererá este segundo filho."

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

"O que para uns deixou de prestar é vida para outros."

O Ano da Morte de Ricardo Reis

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Do livro A Cor do Hibisco,de Chimamanda Ngozi Adichie

por Cláudia Oliveira, em 14.10.15

"Queria deixar Papa orgulhoso e tirar notas tão boas quanto as dele. Precisava que ele tocasse a minha nuca e afirmasse que eu estava a realizar o propósito de Deus. Precisava que ele me abraçasse com força e dissesse que muito é esperado daqueles que muito recebem. Precisava que ele sorrisse, daquele jeito que iluminava seu rosto e aquecia algo dentro de mim. Mas eu ficara em segundo lugar. Estava maculada pelo fracasso."

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Do livro Frankenstein, de Mary Shelly

por Cláudia Oliveira, em 10.10.15

"Sinto-me só e miserável. O ser humano jamais aceitará minha companhia, mas alguém tão deformado e horrendo como eu não se negará a isso. Minha companheira deve ser da mesma espécie e ter os mesmos defeitos."

Capítulo XVI

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Do livro Frankenstein, de Mary Shelly

por Cláudia Oliveira, em 09.10.15

"Ouvi falar na diferença dos sexos e no nascimento e crescimento das crianças. Vim a compreender a satisfação do pai ante o sorriso do bebê e as travessuras do filho mais velho; que a vida e todo o zelo da mãe se resumiam na carga preciosa que levava nos braços; de que modo a mente do jovem se expandia e tomava forma, adquirindo sabedoria; e tive a noção do irmão, da irmã e de todas as relações que têm entre si os seres humanos.

"Mas onde estavam meus amigos e parentes? Nenhum pai velara meus dias de infância, nenhuma bênção de mãe baixara sobre minha fronte, ou, se tal havia acontecido, tudo se havia diluído no borrão, no grande vazio em que consistia toda a minha vida passada. Até onde a memória podia alcançar, eu sempre fora, em proporção e estatura, o mesmo de então. Jamais vira um ser semelhante a mim, que eu pudesse considerar da minha espécie ou que tivesse qualquer relação comigo. Quem era eu? O que era eu? A pergunta voltava, constantemente ao meu espírito, sempre sem resposta."

Capítulo XIII

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Do livro Viagens na Minha Terra, de Almeida Garrett

por Cláudia Oliveira, em 08.10.15

— Por quê? já se acabou a história de Carlos e de Joaninha? — diz talvez a amável leitora.
— Não, minha senhora — responde o autor mui lisonjeado da pergunta. — Não, minha
senhora, a história não acabou, quase se pode dizer que ainda ela agora começa; mas houve
mutação de cena. Vamos a Santarém, que lá se passa o segundo ato.

Capítulo 26

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Do livro Viagens na Minha Terra, de Almeida Garrett

por Cláudia Oliveira, em 07.10.15

Formou Deus o homem, e o pôs num paraíso de delícias; tornou a formá-lo a sociedade, e o
pôs num inferno de tolices.

Capítulo 24 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Do livro Viagens na Minha Terra, de Almeida Garrett

por Cláudia Oliveira, em 06.10.15

"O coração humano é como o estômago humano, não pode estar vazio, precisa de
alimento sempre: são e generoso só as afeições lho podem dar; o ódio, a inveja e toda a outra
paixão má é estímulo que só irrita mas não sustenta."

Cap. XI

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


QUER ANUNCIAR O SEU LIVRO? contactoclaudiaoliveira@gmail.com


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D