Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

amulherqueamalivros

Sartre e Beauvoir de Hazel Rowley

capa.jpg

 

Uma capa simples, com a imagem do casal Sartre e Beauvoir. Comprei este livro em segunda-mão no site Fnac por cinco euros. O livro encontra-se esgotado e é difícil encontrar.

expetativa.jpg

 

Não foste o grupo As Bastardas, nunca teria lido este livro. Estava entusiasmada e curiosa. Li com o olhar de uma leiga sobre o existencialismo.

enredo.jpg

 

Este livro conta a história de Sartre e Beauvoir, como casal assim como nas inspirações de cada um. Um casal pouco convencional. A história passa-se entre 1929 e 1986, ano em que Beauvoir morreu.

 Hazel Rowley fez um excelente trabalho de pesquisa e está de parabéns. Aliás, ela entrevistou Beauvoir em 1976. Fez outras entrevistas e uma pesquisa profunda sobre Sartre e Beauvoir. Podes ler uma entrevista muito interessante feita a Hazel: http://www.wagnercampelo.com/simonedebeauvoir/artigos_p08.htm

geralerealidade.jpg

 

Gostei bastante de ter lido este livro. Acrescentou bastante à minha vida. Mudou a minha forma de ver certas coisas, fez-me questionar e ficar impressionada com a força e coragem de Beauvoir. Não tinha noção de como esta mulher lutou contra a moralidade da sociedade na época. Bebia, fumava, frequentava lugares para homens. Escreveu um livro que chocou muitas pessoas. Esteve sempre do lado de Sartre sem exigir, sem criar problemas entre os dois. Fiquei cheia de vontade de ler as suas obras.

Quanto a Sartre, foi complicado para mim gostar dele. Ou sentir compaixão. Esse sentimento só surgiu mesmo no final do livro, coincidindo com o fim da sua vida. A forma única como ama a vida e Beauvoir deixou-me confusa em alguns momentos. Mas é inegavelmente inspirador. Por exemplo, quando ele recusa o Nobel da Literatura fiquei com os olhos brilhantes. Quando fica doente e se torna dependente de Beauvoir a fragilidade é evidente. Ela tem de ler em voz alta para ele. Sartre tem noção da sua aparência, seduz as mulheres através das palavras. E consegue muito bem. Chega a manter várias relações em paralelo.

Gostei sobretudo, para além da relação, a forma como amavam a vida. A paixão pela escrita, a exigência com eles mesmos quando escreviam uma obra. A inspiração um na vida do outro é emocionante.

Este livro tem muito conteúdo para discutir. Este texto é apenas uma opinião superficial, longe da qualidade do livro e do que gostaria de transmitir. Porém, aprendi imenso, sinto que foi uma leitura enriquecedora.

Recomendo este livro a toda a gente. A escrita é acessível. A leitura é proveitosa. Valeu super a pena ler este livro.

 

notafinal.jpg

 

Dei quatro estrelas. O livro tem imensa qualidade, bastante informativo. Estou cheia de vontade de ler as obras de Sartre e Beauvoir. Sobretudo a obra As Palavras de Sartre e O Segundo Sexo de Beauvoir

 

Este livro serviu para participar no desafio lançado no blog As Bastardas e no desafio pessoal Leia Mulheres.

4 comentários

Comentar post