Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Mais sobre mim

foto do autor


QUER ANUNCIAR O SEU LIVRO? contactoclaudiaoliveira@gmail.com


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D



 

As expectativas estavam elevadas quando fui ver Teoria Sobre Tudo à conta das opiniões ouvidas. Sabia uma coisa: adoro o actor que dá corpo ao protagonista, Eddie Redmayne. Ele perdeu dez quilos para fazer este papel.

Este filme conta a história do famoso cientista Stephen Hawking. Stephen tenta responder à questão: Como foi criado o universo? O filme aborda essa procura, o lado emocional do cientista e uma leve abordagem à discussão “religião vs ciência”. Todas as abordagens são pouco aprofundadas. Talvez por isso tenha ficado um bocadinho desiludida com o filme. Estava à procura de algo polémico, incentivando o espectador ao pensamento filosófico ou a alguma discussão no final.

O filme cumpre o seu papel de divertimento e atenua um bocadinho o monstro das doenças crónicas e inesperadas. Stephen apesar das dificuldades mantém um sorriso, tem do seu lado os melhores amigos e uma super mulher. É belo ver o amor da sua mulher por ele. A forma como luta por ele e nunca desiste.

Achei o filme bom, mas acho que não vence a categoria de melhor filme. Também acho que não vence o Óscar de Melhor Actor e Actriz, está a disputar o prémio com grandes nomes do cinema. O filme puxa à lágrima fácil, é bastante emotivo.

Cenas preferidas (SPOILER)

Quando Stephen vai buscar a sua futura mulher para o baile da escola.

Quando Stephen descobre que é doente.

Quando Stephen é levado ao colo pelo seu melhor amigo até ao fim de uma escadaria.

Quando a mulher de Stephen diz para desligarem as máquinas e deixarem o seu marido continuar a viver.

Quando Stephen descobre a sua teoria.

Dou nota 7/10. 

Autoria e outros dados (tags, etc)




Mais sobre mim

foto do autor


QUER ANUNCIAR O SEU LIVRO? contactoclaudiaoliveira@gmail.com


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D