Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 

 

No outro dia, perguntei ao meu melhor amigo se queria ir ver Interstellar. Ele questionou-me o motivo de querer ver esse em particular. Disse-lhe que era o melhor que estava em exibição. E aí, começou toda uma discussão do que era melhor. Claro que discutir este assunto é relativo. Ele dizia que um filme bom era aquele que o fazia sentir emoções. Eu dizia que alguns filmes bons nem sempre me faziam sentir alguma coisa. Era bons, mas para outros. É só uma introdução para explicar o que senti com o filme Whiplash. Whiplash é o tipo de filme que é bom do ponto vista técnico e bom do ponto de vista do meu melhor amigo. E eureka, são os meus filmes preferidos. 

Cuidado, o texto contém SPOILER.

 

Whisplah conta a história de Andrew, ele sonha ser baterista e encontrar a perfeição. Frequenta uma escola de música muito conceituada onde encontra o professor Terence que exige que os seus alunos ultrapassem todos os limites. Terence é aquele professor que ninguém quer como professor. Ofende, manda objectos contra os alunos, grita. Só há um momento que mostra o seu lado bom. Dura uns três segundos. A arrogância de Andrew em confronto com a arrogância do professor é muito interessante. Eu fiquei presa a este filme até ao fim. E aquele fim? Meu deus, bom, muito bom. Acaba no momento perfeito. 

 

Cenas preferidas (SPOILER)

Quando Andrew termina com a namorada da forma mais insensível e arrogante de sempre. 

Quando Andrew é trocado por outro baterista. 

Quando Andrew janta com amigos e família e solta comentários muito deselegantes. 

Quando Andrew tem um acidente e mesmo assim vai até à sala de espectáculos. Fui apanhada de surpresa, apanhei um susto. 

Quando Terence diz: "Eu sabia que tinhas sido tu!". 

 

A representação de J.K. Simmons como o professor Terence é perfeita! Eu consegui sentir medo. Irritou-me bastante e deu-me vontade de dar-lhe alguns murros na cara. Forte candidato ao Óscar de melhor actor secundário. 

 

Gostei tanto do filme que ainda o tenho fresco na memória. Aquele final!

Dou, por isso, 9/10. 

Autoria e outros dados (tags, etc)




Mais sobre mim

foto do autor


QUER ANUNCIAR O SEU LIVRO? claudiaoliveira23@gmail.com


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D