Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Mais sobre mim

foto do autor


QUER ANUNCIAR O SEU LIVRO? contactoclaudiaoliveira@gmail.com


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D



 

 Riggan Thomson desde que recusou fazer Birdman 4 a sua carreira nunca mais foi a mesma. Ele, na esperança de recuperar aquilo que ainda resta, planeia uma peça de teatro numa tentativa de ser reconhecido pelo seu talento. Mas as coisas mão correm bem.

 

Este filme brinca com a busca dos actores pela fama e/ou reconhecimento. A tentativa de alguns em provar que não servem só para o papel que os fez famosos. Aliás, Riggan ouve vozes, a voz do super-herói Birdman. Como uma sombra, não desaparece. A nuvem negra por cima da sua cabeça. (Acredito que na vida real a Luciana Abreu ainda ouve a voz da Floribela)

 

O filme está muito bem realizado, parece que foi filmado num take, sem cortes. Foi o que mais me impressionou, para além da actualização de Edward Norton. Ele é brilhante. Merecida nomeação para melhor actor secundário. Ele consegue prender a atenção, é sarcástico, divertido, arrogante. Os outros actores não são menos brilhantes, este filme é uma mão cheia de belas actuações. 

 

O filme junta o melhor dos dois mundos: cinema e teatro. 

As minhas cenas preferidas (SPOILER):

quando Riggan perde a roupa e vai ter de andar pela cidade despedido. é perseguido por admiradores, filmado e fotografado. 

quando o personagem de Edward Norton tenta fazer sexo em palco só "para tornar a cena mais real". 

quando Riggan destrói o seu camarim. 

a cena final. adorei o final. valeu muito a pena. 

os diálogos são perfeitos. 

 

 

Gostei do filme, mas recomendo com algumas ressalvas. Acho que tem cenas mortas, podia ser mais curto. Acho que não vai agradar a toda a gente, não é aquele tipo de família para emocionar ou deixar o espectador de queixo caído.

Nota 8/10. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)




Mais sobre mim

foto do autor


QUER ANUNCIAR O SEU LIVRO? contactoclaudiaoliveira@gmail.com


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D