Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




QUER ANUNCIAR O SEU LIVRO? contactoclaudiaoliveira@gmail.com



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D



Pedro Páramo | Juan Rulfo

por Cláudia Oliveira, em 21.02.16

IMG_8501.PNG

 

 

No Goodreads

Minha pontuação 4*

 

Segundo, algumas palavras do Gabriel Garcia Marquez, Juan Rulfo, escritor mexicano, serviu de inspiração para encontrar o seu caminho na literatura. Juan Rulfo escreveu apenas dois livros: um de contos e o romance Pedro Páramo. Um clássico na literatura mexicana. 

 

Após uma promessa feita à mãe, Juan regressa a Comala de forma a encontrar o pai, Pedro Páramo. A história desenvolve-se através das vozes dos vários personagens, traçando a personalidade do pai de Juan assim como a vida passada daquela cidade. Todos os habitantes citados no romance têm uma ligação com o pai de Juan. 

 

"A vida já é dura o bastante. A única coisa que faz com que a gente mova os pés é a esperança de que ao morrer nos levem de um lugar a outro; mas quando fecham para a gente uma porta e a que continua aberta é só a do inferno, mais valeria não ter nascido."

 

A narrativa alterna entre a primeira e a terceira pessoa, sem uma estrutura linear. São pedaços narrativos, com histórias soltas envoltas em mistério e magia. O melhor deste livro são as histórias contadas e a escrita de Juan Rulfo. 

 

A escrita é densa. Não consegui ler o livro de uma ponta à outra sem parar, apesar de curto. É o tipo de livro para apreciar.

 

Gostei bastante. Recomendo aos leitores que gostam muito do romance Cem Anos de Solidão, do Gabriel Garcia Marquez.

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Imagem de perfil

De Kikas a 21.02.2016 às 12:05

Nunca li, mas tendo em conta que sugeres a quem gostou dos "Cem Anos de Solidão" de Gabriel Garcia Marquéz, a ler, e tratando-se do meu livro preferido de todo o sempre, vou garantidamente ler. Obrigado pela sugestão
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 22.02.2016 às 18:53

Pedro Páramo é só o melhor de Rulfo!

Comentar post




QUER ANUNCIAR O SEU LIVRO? contactoclaudiaoliveira@gmail.com



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D