Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O Marciano | Andy Weir

por Cláudia Oliveira, em 16.01.16

IMG_7422.PNG

 

No Goodreads

Minha pontuação: 3.5*

 

Ainda bem que fizeram a adaptação cinematográfica desta história. Foi o meu primeiro pensamento após a leitura do livro. É daqueles casos especiais em que o filme complementa o livro. Ler sem alguns conhecimentos técnicos pode ser uma tarefa um bocadinho mais complicada sem a visualização do filme. Não sei, eu vi o filme primeiro. Uma excelente adaptação, deixem-me que vos diga. 

 

Depois de uma tempestade de areia ter obrigado a sua tripulação a evacuar o planeta, e de esta o ter deixado para trás por julgá-lo morto, Mark encontra-se preso em Marte, completamente sozinho, sem perspectivas de conseguir comunicar com a Terra para dizer que está vivo.

 

É uma história de sobrevivência, com um elemento que a torna diferente das outras, o humor expresso do começo ao fim. Acho interessante a mensagem constante de esperança e persistência transmitida pelo Mark. Se estivesse no lugar dele dava em doida e traçava o meu óbito no primeiro dia. Mas ele tem um plano, sobreviver e regressar ao planeta Terra. 

 

Usa o humor e a inteligência para manter-se lúcido. Ouve música, lê policiais em formato digital. Os outros personagens são aborrecidos, ao contrário dele. Foi impossível criar alguma espécie de ligação com os personagens secundários, com um protagonista tão forte  a brilhar sempre que aparecia. É fácil gostar do Mark e passar o livro inteiro a torcer para que tudo corra bem. E não importou se já sabia o final, nunca deixei de estar do seu lado. 

 

Lê-se muito bem. Foi uma leitura bastante agradável. Recomendo para quem quer ler ficção científica, mas tem algum receio, ou não sabe muito bem por onde começar. Vai ser uma surpresa. 

Autoria e outros dados (tags, etc)


5 comentários

Imagem de perfil

De Andy Bloig a 16.01.2016 às 18:08

Esse é um dos, muito poucos, livros em que é melhor ver o filme e ler o livro a seguir.
Por ter tanta definição técnica e ser baseado na realidade (tudo o que é referido aconteceu e poderá acontecer numa viagem a Marte, até a localização da Pathfinder e do Soujorner são verdadeiros), o autor não conseguiu nenhuma editora para o publicar. Começou a oferecer a amigos e conseguiu que a Amazon o vendesse, para o Kindle, a 1 euro. Só depois de aparecerem interessados na história e ter vendido os direitos para o filme, é que os direitos foram adquiridos por uma editora, aproveitando o impulso de vir um filme a caminho.
Vendo o filme, já consegues perceber aqueles termos técnicos que aparecem do nada.
Imagem de perfil

De Cláudia Oliveira a 16.01.2016 às 18:12

Foi exactamente isso que eu escrevi.

Quanto aos factos eu não conhecia a história. Interessante saber. Obrigada.
Imagem de perfil

De Andy Bloig a 16.01.2016 às 19:23

Como gosto de ficção científica, no final de 2014, achei estranho nunca ter ouvido falar deste autor ou de um livro sobre uma viagem a Marte. (algo que era assunto de notícias, por causa dos testes da Orion e dos anúncios da Dragon da Spacex... simplesmente era esquisito um livro sobre isso não me ter passado pela vista.)
Foi nessa altura que comprei o livro (em inglês) e fui ver porque razão o site do filme dizia que era baseado numa obra de 2011, quando a primeira edição do livro era de 2014.
Daí que li essas coisas numa entrevista do autor.
O livro é uma leitura agradável para quem conhece, mesmo que pouco, as referências usadas. (aquela parte da manobra de aceleração usando o poço gravitacional do planeta, é algo que não se dá em aulas normais, sendo que a descrição do livro deve ter sido escrita por base em dados de um especialista, enquanto no filme é explicada de uma forma simples e que dá para rir, sem dar informações técnicas.)

Ver se o 5th wave, consegue ser fiel ao livro, tal como este ou se vai mais na onda do divergente.
Sem imagem de perfil

De Eduarda a 19.01.2016 às 19:14

Também gostei bastante do livro, Cláudia. Dei muita risada, apesar de não ter entendido muuuuita coisa. Acho que é um livro essencialmente cômico. Nada de depressão ou problemas psicológicos devido ao isolamento. Então é uma ficção científica bem leve e divertida. Agora vou ver o filme!
Imagem de perfil

De Cláudia Oliveira a 19.01.2016 às 20:41

Ao ver ao filme vai acabar por entender tudo o que não tinha entendido. :)

Comentar post




Mais sobre mim

foto do autor


AUTORES QUE NOS UNEM

VISITA O SITE