Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Lolita | Vladimir Nabokov

por Cláudia Oliveira, em 02.11.15

 

Este livro é incrível. Cinco estrelas, favorito, autor favorito da vida. Aliás, mais um.  

O que mais gostei neste livro foi a capacidade do autor em manipular o leitor. Quantas vezes pensei: isto é amor. Não é. É pedofilia.  Genial a forma como ele entra na nossa cabeça e a transforma ao longo da leitura.

Surpreendi-me imenso com a postura da Lolita quando o Humbert a vai buscar ao colégio após a morte da mãe. Também achei a morte da mãe bastante conveniente para a história. Quase que me fez revirar os olhos. Mais um  pequeno reparo a fazer: podia ter terminado mais cedo, no momento do grande reencontro, estendeu-se desnecessariamente. 

O protagonista está muito bem construído. Absolutamente bem construído. O facto do Nabokov conseguir escrever uma história com uma temática tão polémica deixou-me a cabeça à roda várias vezes. Afinal, é possível pensar como um pedófilo e não ser um? Pelos vistos, é. 

Quanto à narrativa, brutal! A escrita do autor é estupenda. As cenas pedófilos, descritivas, são muito nojentas e foi complicado gerir. No entanto, adoro desafios. Tive de parar algumas vezes para respirar fundo e conseguir continuar. 


Quanto ao filme, comecei a ver mas tive a sensação que a Lolita do filme seduz Humbert, ao contrário do livro. Não terminei de ver. 


Excelente leitura! Recomendo. 

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Eduarda a 02.11.2015 às 17:44

Pois é... =/ Acho que eu e a Lua Limaverde somos as únicas duas pessoas do mundo literário que não gostaram de Lolita.
Eu reconheço que o Nabokov é um excelente escritor, mas não me senti nem um pouquinho manipulada por ele. Detestei o Humbert desde o começo até o fim do livro e nunca acreditei nem por um segundo que aquilo era amor. Inclusive fiquei bem surpresa quando descobri que as pessoas classificam Lolita como um romance que ultrapassa barreiras.
O que o Humbert faz com Lolita não é amor. É egoísmo. Ele destrói a vida daquela menina. E ninguém nunca vai me convencer que ela não vivia em cativeiro com ele, sendo arrastada de motel em motel. Uma menina de 12 anos!
Enfim... Uma das minhas cantoras favoritas, que é a Lana Del Rey, é apaixonada por esse livro e tem várias músicas sobre ele. Em todas ela quer para ela esse amor incondicional e louco. Não entendo...

Imagem de perfil

De Cláudia Oliveira a 02.11.2015 às 20:08

Senti-me manipulada mas quando cheguei ao fim não considerei esta história uma história de amor como vi uma historiadora classificar. É pedófilia! Não gosto do Humbert, mas gosto da forma como é construído. Parece-me muito real, um retrato de um pedófilo, sobretudo os seus pensamentos. Concordo, ele realmente destrói a vida dela.
Eu gosto da Lana Del Rey, felizmente também não entendo as suas razões.

Comentar post




Mais sobre mim

foto do autor


QUER ANUNCIAR O SEU LIVRO? claudiaoliveira23@gmail.com


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D