Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

amulherqueamalivros

A Terceira Condição | Amos Oz

IMG_7113.PNG

 

No Goodreads

Minha pontuação: 4*

 

Foi o meu primeiro contacto com o escritor israelita Amos Oz e fui completamente surpreendida pela sua escrita. Felizmente encontrei outro livro dele cá em casa e espero lê-lo ainda este ano. Também pretendo comprar ou ler da biblioteca todos os outros seus livros editados em Portugal ao longo dos anos.

 

Este livro conta a história de Fima. Um homem de meia idade, com relações fracassadas, recepcionista numa clínica ginecológica e com algumas características peculiares. Ele anota diariamente todos seus sonhos num caderno, tem uma relação estranha com o pai, sofre com a morte de baratas, não consegue estar muito tempo atento a uma conversa e é um homem com uma opinião em relação a tudo. Pessoas muito queridas que chegam a ser chatas? Fima é assim. 

 

O protagonista domina a história, é o que mais gosto neste romance, para além da forma como Oz nos transporta para o seu mundo. Um retrato sobre a situação politica do seu país. São expostas ao longo dos diálogos, ou pensamentos do protagonista, várias posições sobre o conflito entre israelitas e palestinianos. 

 

Não esperem acontecimentos frenéticos neste livro. O seu ritmo é lento. Agradavelmente lento. Acompanhamos episódios do dia a dia simples de Fima e das pessoas que têm contacto com ele. Descobrimos aos poucos, em camadas, a sua história. Senti vontade de o abanar, abraçar e questionar. Irritei-me com outros personagens, enojei-me com outros. Um misto de sentimentos. Não consigo transformar em palavras a experiência de leitura com este livro. 

 

Não sei se este será o melhor romance para começar a ler Amos Oz, mas deixo a minha recomendação. Um livro brilhante, escrito de forma magnifica. 

 

Li este livro para o projecto Atlas das Nuvens do @wolneyf (snapchat).

4 comentários

Comentar post