Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Julho | Resumo

por Cláudia Oliveira, em 31.07.16

IMG_1913.JPG

 

 

Li 10 livros

Só livros físicos

 

 

7 autores lidos pela primeira vez

 

Li 5 mulheres e 2 homens 

1 autor português

6 autores estado unidenses

1 britânico

1 sérvio 

 

 

No total  2700 páginas

 

Uma Rapariga é Uma Inacabada, Eimar McBride 3*

Arquipélago, Joel Neto 5*

Mystic River, Dennis Lehane 4*

O Livro, Zoran Zivkovic 4*

Manual Para Mulheres de Limpeza, Lucia Berlin 4*

O Coração é um Caçador Solitário, Carson McCullers 4.5*

Will & Will, John  Green e David Levithan 3*

Para Todos os Rapazes que Amei, Jenny Han 1*

A Biblioteca, Zoran Zivkovic 3* 

A Rapariga Que Brilha no Escuro,  Joshilyn Jackson 3*

 

Os preferidos deste mês foram: O Coração é um Caçador Solitário e Arquipélago.

 

A minha estante recebeu 7 livros novos este mês.

Até ao momento li 81 livros. Estou farta de YA, tão depressa não leio nenhum. Noto um maior interesse em thrillers, livros de não ficção e cheia de vontade de descobrir novos autores e sair da minha zona de conforto. Também estou a ler mais livros de contos. 

 

Em Julho, para o Clube dos Clássicos Vivos, vamos ler Crime e Castigo, do Dostoiewski. Ainda não sei se consigo participar. Miúdo doente, regresso ao emprego, novos horários. Sei que é um livro que necessita de muita dedicação. 

 

Janeiro | Resumo

Fevereiro | Resumo

Março | Resumo

Abril | Resumo

Maio | Resumo 

Junho | Resumo

Autoria e outros dados (tags, etc)

Maratona Literária Fusão | Soma e segue

por Cláudia Oliveira, em 31.07.16

 

Ontem terminei o livro A Rapariga Que Brilha no Escuro para a Maratona Literária Fusão. Hoje começo o livro Incendiário, de Chris Cleave. Dele li A Pequena Abelha. Um livro que gostei bastante devido à voz e temática da história. Já vi o filme Incendiário várias vezes e gosto bastante. Choro sempre. Sei que o livro é uma longa carta de uma mãe ao Osama Bin Laden e que o texto não tem vírgulas. Veremos. Confesso que estou farta de ler Ya e não pretendo ler tão depressa outro. 

 

Hoje devo ir ao cinema sozinha. Para desanuviar um pouco. Bem preciso.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

De 5 em 5 + Leituras em Andamento + Convidada (16)

por Cláudia Oliveira, em 29.07.16

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Todos Os Rapazes que Amei | Jenny Han

por Cláudia Oliveira, em 28.07.16

IMG_1875.JPG

No Goodreads

Minha pontuação 1*

 

Lamento, não gostei nada. Nem consegui terminar este livro. Abandonei na página cem. Motivos? Vou explicar tudo, claro. 

 

A protagonista é só a miúda mais parva que eu conheci na literatura de YA. É mentirosa, caprichosa e ainda se faz de coitadinha. Acaba por trair a irmã, mas não assume as culpas. Pinta tudo muito cor de rosa, pelo bem a humanidade.

Ela tem 16 anos e pelos vistos a sua maior prioridade é namorar, beijar na boca, escrever cartas de amor de forma a apagar o sentimento que nutre por alguns rapazes. No entanto, as cartas vão ser enviadas misteriosamente e eles vão ficar a saber de tudo. Mas ela não está interessada em desvendar o mistério, ela só não quer cruzar-se nesta vida com os rapazes. Não conta nada à irmã mais velha, mas depois desbronca-se toda com um rapaz muito popular. Só essa atitude é insuportável. Vamos lá contar tudo a um rapaz só porque sim, nem o conheço direito, mas ele é super confiável. Irritante. 

 

E para terminar, vou falar na escrita da autora. Este livro é mal escrito. Quando a autora não sabe o que fazer com os personagens mete-os a comer, a cozinhar, a comer, a cozinhar, a comer. Todos os capítulos têm passagens sobre comida. Não há paciência. São várias passagens/capitulos que não acrescentam nada à história. Antes de abandonar completamente o livro fui espreitar o final e só encontrei o que estava à espera. 

 

Este livro deixou-me incomodada, como deu para perceber não gostei nem um pouco. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Biblioteca | Zoran Zivkovic

por Cláudia Oliveira, em 27.07.16

IMG_1865.JPG

No Goodreads

Minha pontuação 3*

 

Só percebi que era um livro de conto quando peguei nele. Seis contos: Biblioteca Virtual, Biblioteca Particular, Biblioteca Nocturna, Biblioteca Infernal, Biblioteca Minimal e Biblioteca Requintada. O meu conto preferido é o último. Todos estão relacionados com o mundo dos livros (óbvio!!), é fácil sentir alguma empatia com a narrativa. 

 

Eu gosto da escrita do autor e pretendo ler tudo. Felizmente tenho em casa mais um livro dele. No entanto, este livro apesar de ser bom não me marcou. O último conto é fantástico e gostei bastante da ideia, mas os outros souberam a pouco. Adoro ler livros relacionados com o mundo dos livros e das bibliotecas. É a minha segunda casa, é o eu segundo lugar preferido. Tive pena que o livro fosse tão pequeno. 

 

Uma leitura agradável onde o autor procura mostrar que os computadores vieram estragar o lugar dos livros. Também toca num assunto muito conhecido dos amantes de livros: falta de espaço em casa. Às vezes, perdemos a noção deste amor infinito. Contudo, o mundo seria melhor se fosse feito de leitores. E poucos livros de bolso. 

 

"As pessoas que fazem livros de bolso são conhecidas pela falta de respeito. Nada é sagrado. Não têm escrupulos em utilizar as palavras mais bonitas do mundo se julgarem que podem lucrar com isso."

 

O dinheiro, o aproveitamento do mundo editorial. Falar de livros e não tocar neste assunto não faria sentido. Mais um vez, vejo este assunto abordado nos livros do autor. 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Maratona Literária Fusão | mundo rosa e branco

por Cláudia Oliveira, em 27.07.16

IMG_1862.JPG

Terminei o livro A Biblioteca, de Zoran Zivkovic. Agora vou ler o livro da categoria: um livro escrito por uma mulher. A Todos os Rapazes que Amei, da Jenny Han. Estou sem expectativas. Nem sei bem o motivo de ter comprado este livro, mas sei que vai ser da minha irmã depois de lido. Hoje não sei se consigo escrever a minha opinião sobre o livro do Zoran, mas vou tentar.

 

Ontem deu-me uma pancada e fui comprar um novo cantinho para o meu quarto. Um cantinho de leitura e escrita. Também pretendo que sirva de pano de fundo para os futuros vídeos. Sempre sonhei com um quarto rosa e agora tenho. O marido não se rala com isso. Não somos quadrados ao ponto de considerar o rosa uma cor só para meninas. Estou completamente apaixonada pelo meu cantinho novo. Agora tenho vontade de mudar tudo. Aos poucos vai. Próximo passo, os cortinados e a cama. Estou numa de ter pouco, mas ter apenas o que me faz feliz sem acumular. Simples, mas bonito. 

 

Entretanto, o meu filho mais velho ficou com varicela, vou ao hospital daqui a pouco. Oito a dez dias em casa com dois miúdos. Força para mim. Relativizar é a palavra- chave. Que os livros me acalmem e as noites sejam amigas. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Will & Will | John Green e David Levithan

por Cláudia Oliveira, em 26.07.16

image1 (1).JPG

 No Goodreads

Minha pontuação 3*

 

Este livro devia ser lido por jovens adolescentes na flor a idade, na fase da descoberta da sexualidade. Diria que devia ser integrada no Plano Nacional de Leitura para alunos do oitavo ano. É só uma ideia. 

 

Li o livro com trinta e um ano, sinto imensa pena de não ter lido livros deste género quando era mais nova. Tenho a certeza absoluta que ia amar este livro se tivesse treze ou catorze anos. No entanto, gostei dele porque coloquei-me no lugar de um jovem adolescente. É tão bom quando saímos totalmente da nossa zona de conforto e até nos conseguimos divertir. Foi exactamente o que aconteceu comigo e com este livro. Dei valentes gargalhadas. 

 

A história é simples, dois rapazes com o mesmo nome vão cruzar-se. Ambos com personalidades muito distintas e histórias de vida igualmente diferentes. Os capítulos são escritos de forma diferente para os rapazes serem facilmente identificados. Pessoalmente, gostei mais do Will criado pelo David Levithan. Tem uma tendência depressiva, tem mais camadas e acho que foi uma personalidade que evoluiu de forma mais positiva ao longo da história. A relação que ele tem com a mãe também é muito interessante. Adorei o desfecho dos dois. Quanto ao Will do John Green achei uma personagem menos cativante e mais chata. Mas se pensam que a história gira à volta deles então é porque ainda não conheceram o Tiny. O Tiny lembra-me um Youtuber estrangeiro. O Tiny é cativante e irritante. Gostei dele apesar de não ter gostado de algumas atitudes. A mais chata é a Maura. Que miúda tão estúpida. Nunca façam o que ela fez, por favor. 

 

Este livro toca na homossexualidade de forma clara e isso é necessário. Livros onde os personagens se apaixonam por outro personagens do mesmo sexo. Até que um dia é tão natural e acabam as guerras à volta de quem ama quem. 

 

Foi um boa surpresa. Diverti-me.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Maratona Literária Fusão | dedicada

por Cláudia Oliveira, em 26.07.16

image2.JPG

Quando me meto numa maratona literário levo as coisas muito a sério. Quero atingir os meus objectivos e acabo sempre por conseguir. Deixo os filmes para depois e tento ler mais durante a semana para aproveitar o fim de semana. Ontem acabei o primeiro livro, Will & Will. Espero ainda conseguir escrever hoje a opinião.  Os planos de hoje são: começar e terminar o livro de contos A Biblioteca, do autor Zoran Zivkovic. No final, já decidi, vou oferecer-me dois livros. Merecido, não é? E a Daniela também vai ter direito a miminho. 

 

Estou a gostar imenso da interacção da malta no insta. Temos mais duas participantes, tenho de actualizar a lista. Estamos todas motivadas e felizes. É o que interessa.  

Autoria e outros dados (tags, etc)

Clube dos Clássicos Vivos | Livro de Agosto

por Cláudia Oliveira, em 25.07.16

 

Surpreendentemente venceu Crime e Castigo, de Dostoievski. Não contava ler este clássico em pleno Agosto. Mas vou ler. Somos, por enquanto, cinco meninas corajosas no Clube dos Clássico Vivos prontas para discutir a obra em Setembro. Eu vou deixar o livro para a última quinzena do mês. É de salientar que o livro venceu com dez votos, mas apenas cinco querem ler. Não entendo quem vota e depois não participa. Qual é o objectivo? Em Setembro vamos ler Norte e Sul, da autora Elizabeth Gaskell. Ainda não comprei o meu exemplar, mas tenho tempo. 

 

Já leram? Estou com algum medo em relação a esta obra. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mais pessoas decidiram juntar-se nesta primeira MLFusão. Aqui fica a lista de todos os participantes para cuscarem as escolhas.

DeLivros

Say Hello To My Books

Porque Eu Posso

Mary Red Hair

So Happy With Books

 

A maratona está a poucas horas de começar, não é verdade? Entusiasmadas? Eu estou. E vou começar pelo livro pelo qual tenho menos expectativas: Will & Will, de John Green e David Levithan. Já leram? Sei que a minha irmã Daniela está ansiosa para saber a minha opinião e ter o livro nas mãos. Eu já A Culpa é das Estrelas, gostei mas prefiro mil vezes o filme. Do Levithan tentei ler Cada Dia e não deu. Vamos lá ver. 

 

Desejo a todos boas leituras, espero que comecem com a mão direita e leiam muito. 

 

Vou estar aqui, no facebook, no instagram e no twitter.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/4




Mais sobre mim

foto do autor


AUTORES QUE NOS UNEM

VISITA O SITE


subscrever feeds