Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Mais sobre mim

foto do autor


QUER ANUNCIAR O SEU LIVRO? contactoclaudiaoliveira@gmail.com


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


subscrever feeds



 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Maio | Resumo

por Cláudia Oliveira, em 30.05.16

Li 8 livros

2 livros não-ficção

4 livros físicos

4 ebooks

 

6 autores lidos pela primeira vez

 

Li 5 mulheres e 3 homens

1 autor francês

2 autores brasileiros 

1 autor português

1 autor italiano

1 autor inglês

2 autores americanos

 

No total 2163 páginas

 

A Noite Não é Eterna, Ana Cristina Silva 2*

O Sorriso da Hiena, Gustavo Ávila 4*

Orlando, Virginia Woolf 3*

Alucinadamente Feliz, Jenny Lawson 4*

Preparação Para a próxima Vida, Atticus Lish 3*

História de Quem Vai e Quem Fica, Elena Ferrante 5*

Tá Todo Mundo Mal, Jout Jout 5*

A Caderneta Vermelha, Antoine Laurain 3* 

 

Os preferidos deste mês foram: História de Quem Vai e Quem Fica, Alucinadamente Feliz Tá Todo Mundo Mal.

 

A minha estante recebeu 5 livros novos este mês. Dos 5 estou a ler 2. 

Este ano comprei 44 livros. Li 66 livros até ao presente dia

 

Em Junho, para o Clube dos Clássicos Vivos, vamos ler O Grande Gatby. Também vamos ler Os Luminares e falar sobre ele no Instagram (um capítulo por dia, ok?). Entretanto, vou falando nas minhas leituras (e não só) no Snapchat (@claudiaosimoss). 

 

Espero ansiosamente pela visita à Feira do Livro, onde pretendo adquirir vários livros na Happy Hour ou em promoções fantásticas. Não sei se já vos disse, mas eu adoro escrever este resumo. É bom relembrar as minhas leituras e voltar a recordar as histórias e personagens.  

 

Janeiro | Resumo

Fevereiro | Resumo

Março | Resumo

Abril | Resumo

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Orlando | Virginia Woolf

por Cláudia Oliveira, em 30.05.16

IMG_0082 (1).JPG

 

 

No Goodreads

Minha pontuação 3*

 

Li este maravilhoso clássico juntamente com alguns membros do Clube dos Clássicos Vivos. É um livro difícil, mas compensador. Confesso que me senti perdida várias vezes e sei que não entendi tudo o que a autora queria transmitir. Preciso de fazer uma releitura. Acredito que só tenho a ganhar com isso. 

 

Se estão à procura de um texto profundo sobre Orlando procurem noutro lugar. Eu vou apenas tentar transmitir aquilo que senti ao ler este maravilhoso clássico da peculiar Virginia Woolf. Adianto que foi uma experiência diferente do habitual. Este livro é exigente. 

 

O texto aborreceu-me algumas vezes, mas encantei-me com várias passagens sobre literatura e a arte no geral. Para além disso identifiquei-me com alguns traços da personalidade do protagonista. Adora escrever, ler, a arte no geral e ama a solidão. 


Este livro passa-se durante 300 anos, Orlando começa por ser um homem mas transforma-se numa mulher a dada altura. O meu cérebro não aceitou bem o facto, nunca consegui reconhecer o protagonista como uma mulher. Foi a minha maior dificuldade. 

Adorei as passagens em que a autora estabelece comparações entre o homem e a mulher. Não somos todos parecidos? Só a mulher pode ser um ser frágil e romântico? Creio que não! E senti que a crítica da autora também ia nesse sentido. Para alem disso a autora faz uso da ironia de uma forma magistral, subtil. A narrativa primorosa da autora também me conquista e deslumbra.

Um livro extremamente necessário! Divide realmente opiniões e consigo entende os motivos.

 

Não sei escrever sobre este livro. É o maior elogio que posso dar. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Sorriso da Hiena | Gustavo Ávila

por Cláudia Oliveira, em 27.05.16

IMG_0057.JPG

 

 

No Goodreads

Minha pontuação: 4*

 

Este livro atraiu-me por causa da super vídeo-resenha do menino Geek Freak. Eu nem sou uma grande leitora de policiais, mas esta capa estava a chamar por mim. Assim que os meus livros físicos me deram uma folga, agarrei-me a este ebook. E só larguei quando cheguei ao fim. Fiquei sem fôlego, só queria saber como ia terminar. Sério. 

 

Este é o romance de estreia do autor brasileiro. Queremos mais, pode ser?Nesta história conhecemos o assassino mais "malabarista" na arte de cometer crimes que alguma vez tomei conhecimento. David vê os seus pais serem assassinados por um homem quando tinha apenas oito anos. Ele cresce, e resolve fazer o mesmo a outros meninos com a mesma idade só para entender a cabeça de alguém capaz de cometer uma maldade deste tamanho. E não só. 

 

Podia falar-vos do policiar com síndrome de Asperger, mas tenho de ser sincera, este personagem aborreceu-me. Aliás, aborreceu-me e irritou-me. Acho que faltou profundidade na construção deste personagem. Também podia falar no psicólogo David, em como é importante para o desenrolar desta história, mas acho que deviam ler para entenderem. 

 

A escrita do autor podia ter sido um bocadinho mais primorosa. Este romance merecia. O enredo é fantástico. O livro é bom. Com uma escrita mais elaborada o livro passaria a ser muito bom. Surpreendam-se com este livro. Este final está espectacular, fiquei de boca aberta parada no momento da revelação. Surpreendam-se com os questionamentos levantados neste livro. Nunca li nada assim. 

 

Sinopse numa frase: Crianças com oito anos estão a ver os seus pais morrerem de forma monstruosa. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Clube dos Clássicos Vivos | Livro de Junho

por Cláudia Oliveira, em 27.05.16

 

O clássico vencedor foi O Grande Gatsby, de F. Scott Fitzgerald. A leitura conjunta começa dia um de Junho e a discussão será em Julho. Todavia, podem deixar os vossos comentários no grupo do Goodreads ao longo da vossa leitura. 

 

Eu li esta obra em 2012, mas ainda está muito presente na minha memória. Portanto, não vou reler. É um dos meus clássicos preferidos! Desejo a todos uma excelente experiência de leitura. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alucinadamente Feliz | Jenny Lawson

por Cláudia Oliveira, em 27.05.16

IMG_0051.JPG

 

 

No Goodreads

Minha pontuação 4*

 

Com este livro soltei gargalhadas no escuro do meu quarto. De forma divertida, Jenny expõe os seus problemas. Ela sofre de depressão, ansiedade, transtorno mental, distúrbio de automutilação, transtorno de personalidade. Mas ao contrário do que seria de esperar, ela é uma pessoa com um sentido de humor incrível. Este livro está longe de ser aborrecido. 

 

O objectivo da Jenny é ser alucinadamente feliz, viver a vida com consciência dos seus problemas. É de forma despretensiosa que ela aborda as doenças e dá alguns conselhos. 

 

"Você aprende a reconhecer que o que faz você feliz é muito diferente do que as pessoas dizem que deveria fazer você feliz".

 

Nunca sofri nada do género, mas cada vez conheço mais pessoas com depressão e  ansiedade. Nunca sei muito bem como ajudar ou abordar este assunto. Às vezes, é fácil fingir que não existem, mas não é essa a melhor solução. Então, vou lendo livros sobre o tema e procurar algumas respostas. 

 

"Quando compartilhamos nossas batalhas, outras pessoas reconhecem que podem compartilhar as suas. E, de repente, percebemos que as coisas que nos envergonham são as mesmas que todo o mundo enfrenta uma hora ou outra."

 

Com este livro aprendi que é possível ser alucinadamente feliz, desde que tenhamos amigos ou familiares que se preocupem connosco e estejam ao nosso lado até na loucura. Este livro chega como uma lufada de ar fresco no meio de livros nostálgicos e tristes. A escrita da Jenny é muito próxima do leitor, como se estivéssemos a escutar uma amiga. 

 

"Suspeito que na outra vida eu tenha sido uma estátua, porque sou muito boa nisso."

 

Sinopse numa frase: Jenny quer ser alucinadamente feliz enquanto toma vários comprimidos para transtornos mentais. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Noite Não é Eterna | Ana Cristina Silva

por Cláudia Oliveira, em 20.05.16

IMG_9852.JPG

No Goodreads 

Minha pontuação 2*

 

Um dia, enquanto a Nadia está adoentada na cama, o seu marido leva o filho comum de três anos para integrar um exercito criado pelo ditador romeno Nicolae Ceausescu. Ele continua a viver a vida como se nada tivesse acontecido, ela quer rever o filho e vingar-se. 

 

A escrita da Ana Cristina Silva é muito fluida, não enrola os acontecimentos, a história não perde o ritmo em momento nenhum. Não conseguia terminar de ler até descobrir o final. No entanto, acho que o final ficou muito aquém das minhas expectativas. Desiludiu-me. Apesar de ter sido coerente com as restantes atitudes, esperava que ela me surpreendesse, mas não foi o caso . A Nadia irritou-me várias vezes, o marido dela também. E isso prejudicou a minha apreciação. 

 

Esta história é o retrato de um casamento infeliz, onde o medo domina a mulher e a impossibilita de ser feliz. A violência é silenciosa e tenebrosa.

 

Não fiquei emocionada nos momentos de grande tensão. Achei a escrita muito apática. O enredo tinha tudo para tornar este livro num romance de tirar o fôlego, mas não foi o caso. 

 

Sinopse numa frase: Nadia precisa de encontrar o seu filho antes que seja tarde.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Vamos a uma leitura compartilhada? Um capítulo por dia, começamos dia um de Junho. Discutimos um capítulo todos os dias por aqui, Instagram (@claudiaosimoes) ou pelo Snapchat (@claudiaosimoss).

Autoria e outros dados (tags, etc)

Perdas e Ganhos | Lya Luft

por Cláudia Oliveira, em 20.05.16

IMG_9833.JPG

 

 

No Goodreads

Minha pontuação 4*

 

Foi o meu primeiro contacto com a escrita desta autora brasileira e fiquei agradavelmente surpreendida. Quero ler mais livros escritos por ela. Comecei a ler Perdas e Ganhos no ginásio mas tive de parar nas primeiras páginas porque acabei emocionada e precisava de recuperar o fôlego. 

 

A escrita da autora é delicada, bonita na sua simplicidade e muito afectuosa. É como estar a conversar com uma amiga que nos conhece muito bem. São palavras sobre a vida, sobretudo sobre o amor e a felicidade. Lembrei-me muito da escrita da Eliane Brum quando estava a ler este livro. 

 

"...digo que somos importantes e bons, e capazes, mas também digo que somos tantas vezes fúteis, que somos medíocres demasiadas vezes. Digo que poderíamos ser muito mais felizes do que geralmente nos permitimos ser, mas temos medo dos preços a pagar. Somos covardes. Mas há de ser um livro esperançoso: sou dos que acreditam que a felicidade é possível, que o amor é possível, que não existe só desencontro e traição, mas ternura, amizade, compaixão, ética e delicadeza."

 

"Marcados pelo que nos transmitem os outros, seremos malabaristas em nosso próprio picadeiro. A rede estendida por baixo é tecida de dois fios enlaçados: um nasce dos que nos geraram e criaram; o outro vem de nós, da nossa crença ou da nossa esperança."

 

Neste livro a Lya Luft mostra-nos o mundo através das suas palavras. Um mundo ingrato, mas bonito na maioria das vezes. Ela dá a entender que perdemos tempo com coisas desnecessárias, que devíamos aproveitar mais a nossa família e a beleza da vida. Eu concordo com ela. 

 

Um livro para quem gosta de crónicas e de escutar os conselhos da sabedoria. 

 

Sinopse numa frase: Lya Luft mostra como viver é tão simples e belo. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Clube dos Clássicos Vivos | Escolha do livro

por Cláudia Oliveira, em 16.05.16

Já podes votar no Clássico do próximo mês até ao dia 25. AQUI

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/3




Mais sobre mim

foto do autor


QUER ANUNCIAR O SEU LIVRO? contactoclaudiaoliveira@gmail.com


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


subscrever feeds