Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Gasto o dinheiro onde quero #2

por Cláudia Oliveira, em 23.03.15

Bertrand: 44.63€ (três livros)

Wook: 67.49€ (cinco livros) 

Continente: 28.26€ (dois livros)

Oferta de livros (com compras): 30.91€

Oferta de livro (autor): 8.10€

Cartão Bertrand: 3.44€

Cartão Continente: 7.06€

Compras: 143.03€

Poupança: 41.41€

Gasto: 93.97€

De seis passaram a dez comprados, com as ofertas, mais doze na minha estante. Ou seja, dos duzentos livros por ler, passei a ter 206. Estou a dificultar a minha própria tarefa de abater a pilha. Digamos que ando a ler menos do que compro. Segundo os meus registos, li seis livros físicos e onze e-books. Tenho de contrariar essa estatística novamente.  

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dlog #35 | Agora e já

por Cláudia Oliveira, em 23.03.15

Hoje haverá vídeo na certa. Tenho muitos livros novos para mostrar. Assim se acaba a greve. Dois meses sem comprar nada para chegar a Março e comprar tudo de uma só vez. Até logo. Desta vez, os requisitos para a comprar foram: "quero ler agora, já!". 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Mar | Afonso Cruz

por Cláudia Oliveira, em 23.03.15

 

Afonso Cruz é um dos meus autores preferidos, senão o preferido vivo em terras lusas. É o meu autor de leitura reconfortante, apaixonei-me por ele há dois anos com o livro "Para Onde Vão Os Guarda-Chuvas". 

Mar, é o último volume da Enciclopédia da Éstória Universal, um romance cheio de história interligadas. Este foi o meu primeiro contacto com a Enciclopédia da Estória Universal. A estrutura é original, quando pegarem no livro para ler vão perceber o que quero dizer com isso. Antes de mais, a Alfaguara está de parabéns pela edição linda. 

Mar começa com a morte de uma mulher, pendurada numa árvore com uma corda ao pescoço. Essa mulher matou-se por não aguentar viver com o seu marido. Um homem rude, torna as pessoas à sua volta pequenas, cheias de medo. É o caso da sua filha, ela descreve os momentos com o seu pai como agonizantes e frios. A menina vive com medo de chorar a morte da sua mãe. Nos passeios pela praia, ela encontra várias mensagens dentro de garrafas. Mais tarde, descobrimos a história dessas mensagens. A história é muito bonita, foi a minha preferida neste conjunto de histórias.  

A sensibilidade do autor é mais uma vez patente neste romance. As frases incrivelmente belas, a tristeza acumulada é sentida pelo leitor ao longo das páginas. Não é de todo um romance para ler com correria.

Uma das minhas frases preferidas:

Uma mulher quando dá à luz gera um filho, e um filho, ao nascer, gera uma mãe. A vida é uma máquina que funciona para todos os lados.

Três estrelas. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dlog #34 | A canela e livro novo

por Cláudia Oliveira, em 22.03.15

Domingo, dia de bolo de canela e livro na mão. Cheira tão bem nesta casa.  

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Dlog #33 | Paixão lusa

por Cláudia Oliveira, em 22.03.15

Se pudesse descrever numa palavra o que sinto ao ler Afonso Cruz podia usar a palavra "fascinada". Este livro é triste e incrivelmente bonito. A minha zona de conforto e de bem estar. É o meu escritor português preferido depois de Saramago. Conquistou-me, estou perdidamente apaixonada por ele. Faz dois anos. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Miúda Online | Zoe Sugg

por Cláudia Oliveira, em 20.03.15

IMG_2428.JPG

 

Para quem está à espera de uma surpresa pode confiar, vai ter. Mas não prometo que a surpresa seja positiva. Se o leitor for com as expetativas altas terá uma desilusão. Vai achar o livro fraco, com uma trama fraca e uma protagonista pior. 

 Miúda Online é um livro escrito por uma blogger, a Zoe Sugg. Ela também é youtuber e faz imenso sucesso. O seu livro foi traduzido para vários países, Portugal inclusive.

Comprei o livro por curiosidade, e confesso, a capa ajudou. Narra a história de uma blogger chamada Penny. Penny é mais insegura que qualquer outra personagem que conheças. Juro. Nunca vi moça tão desastrada e insegura. Cai ou faz figuras tristes página sim, página sim. Este livro é para uma faixa etária dos 12 aos 17. Contudo, existem livros dentro do género, bem escritos e menos patéticos. Dou exemplos: Eleanor & Park de Raibow Rowell; Por Lugares Incríveis de Jennifer Niven; Louca por Compras de Sophie Kinsella; A Culpa é das Estrelas de John Green; Ana e o Beijo Francês de Stephanie Perkins; por aí vai....

Penny sofre de crises de ansiedade/pânico depois de ter sofrido um acidente de carro. O assunto é abordado de forma bastante superficial. Ela é apaixonada por rapaz popular (novidades?!) mas não consegue ser sincera e declarar-se. O rapaz é um personagem vazio, na minha opinião. Preocupado com as selfies do facebook, sem opinião. Mais tarde, durante uma viagem a Nova Iorque, Penny conhece Noah (nome original, #sqn). Com Noah ela sente-se bem, consegue ser ela mesma (odeio esta expressão), sem filtros. Tudo vai acontecer à Penny. 

Penny relata os acontecimentos mais marcantes no seu blogue, e começa a ter imensos leitores e comentários. Pessoas que se identificam com os seus desabafos. Ela é inspiradora para os que acompanham as suas aventuras. A história passa-se na altura do natal, estava à espera de um livro com momentos na praia ou campo com bastante calor. 

O melhor deste livro é o personagem Elliot. O melhor amigo da Penny, gay, cheio de estilo e sempre com a palavra certa. Tem alguma piada. Ele não salva o livro mas tenta. E temos o Noah também. Ele é muto parecido com o Augustus de A Culpa é das Estrelas , não é?

Até ao momento da grande reviravolta estava entediada, mas acabou por melhorar. Diversas mudanças alteraram o meu entusiasmo, feliz por não ter desistido. Leitura para descontrair divertir. Considero que uma leitora mais nova irá aproveitar mais a leitura deste livro e identificar-se com os dramas típicos da adolescência retirando alguns conselhos para o dia a dia. 

Três estrelas. Lamento Zoe, para a próxima corre melhor. Sorte tens tu de não seres a Stephenie Meyer, caso contrário serias humilhada em praça pública, com direito a vídeos especiais. Outra coisa, o livro está com erros. A revisão falhou redondamente. 

 

"Sempre que publicas uma coisa online, fazes uma escolha."

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Homem Certo

por Cláudia Oliveira, em 20.03.15

É meu amigo, engraçado, misterioso e tem um blog que vale a pena conhecer. 

Com uma personalidade forte, cheio de encanto, ele escreve e eu não passo um dia sem espreitar. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Time Out in Time deste mês foi três em um. 

 

IMG_2474.JPG

 

A revista Time Out desta semana oferece um desconto de 50% numa refeição no Honorato para duas pessoas no Príncipe Real. O Honorato é uma hamburgueria muito recomenda pela Time Out, assim como todos os restaurantes do Mercado da Ribeira. Já lá tinhamos ido, voltámos. O nosso jantar foi um hamburguer Honorato com batatas fritas. No meu caso, coca-cola para beber. 

IMG_2475.JPG

 

IMG_2479.JPG

Depois fui provar os gelados Santini. Sabores escolhidos, doce de leite e manga. 2.90€ este copo. Realmente são deliciosos e cremosos. 

FullSizeRender.jpg

 

Ontem foi a estreia da peça Boeing Boeing no Villaret. Comprámos  os bilhetes para a estreia a semana passada. Sala cheia, famosos, fotógrafos. A revista Time Out desta semana oferece o segundo bilhete na compra de um para os dias 21 e 22. Vale muito a pena! O preço de cada bilhete é 15 euros. 

IMG_2488.JPG

 

FullSizeRender_1.jpg

 A história é bastante divertida. Junta actores conceituados e conhecidos do grande público. Para mim, a grande surpresa foi a Elsa Galvão, faz de empregada Berta. Uma empregada resmungona, capaz de roubar as cenas dos colegas sempre que entra. Mesmo não sendo a protagonista o seu papel acaba por ter bastante força e superar todas as expetativas iniciais. Foi sem dúvida a atriz que mais me fez rir durante a peça. Não conto a história para não estragar surpresas. Mas juro, vale bastante a pena irem ver. Não se vão arrepender. 

IMG_2496.JPG

A mulher da foto é a Sofia Ribeiro. Gostei bastante de a ver. É linda de morrer e faz de brasileira atrevista na perfeição. Todavia, com algumas falhas no sotaque. A alemã Bárbara Norton de Matos foi outra surpresa agradável. O papel dela é divertido, o segundo melhor da peça. Uma fria, mas apaixonada alemã. 

A peça tem os seus clichés, e alguns diálogos rasos. Assim que começas a ver a peça, sabes mais ou menos como vai terminar. E são capazes de adivinhar alguns diálogos de tão previsíveis. Achei o final fraquinho em relação ao resto da peça. No geral, é um momento muito bem passado, de chorar a rir. 

Estou mesmo satisfeita por ter passado a ir mais vezes ao teatro. Até ao momento, foi o meu Time Out in Time preferido. 

IMG_2497.JPG

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dlog #32 | Ups, outra vez

por Cláudia Oliveira, em 19.03.15

Não sei o que está a acontecer mas comprei mais quatro livros. Alguém me segure. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Netflix

por Cláudia Oliveira, em 19.03.15

Vai chegar a Portugal o Netflix. Depois de tantos vídeos no Youtube a ouvir falar no Netflix, futuramente vou poder assistir aos filmes e séries na minha televisão. Ainda não há data, mas não deve faltar muito. Mais noticias AQUI

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:




Mais sobre mim

foto do autor


QUER ANUNCIAR O SEU LIVRO? claudiaoliveira23@gmail.com


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds