Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




SOU LEITORA BETA CONTACTE-ME PARA AVALIAÇÃO contactoclaudiaoliveira@gmail.com

BREVEMENTE

Resultado de imagem para mario de carvalho novidade porto editora  Cronovelemas






CLUBE DOS CLÁSSICOS VIVOS

Resultado de imagem para a ilustracasa de ramires asa eça

O primeiro parágrafo | Ajuda-me a escolher

por Cláudia Oliveira, em 12.12.14

Ajuda-me a escolher.

Vou colocar o primeiro parágrafo de três livros.

Depois é só escolher aquele que consideram ser o mais interessante. Boa? Cá vai:

1.“Durante séculos, sobre inúmeros campos de batalha alemães, italianos e flamengos, os Habsburgos e os Bourbons lutam desesperadamente pela hegemonia da Europa.”

2.“Todos os sinos de Norfolk tocavam por Isabel, fazendo ecoar o repique na cabeça de Amy, primeiro o sino agudo, que gritava como uma mulher louca, e depois todo o soluço agonizante, desafinado, até o sino grande ressoar, num aviso de todo o carrilhão ia recomeçar a clamar.”

3.“As filhas dele vêm a cair dos céus. Observa-as do alto do cavalo; atrás dele estende-se a vastidão de Inglaterra; caem aladas de ouro, o olhar de cada uma raiado de sangue.” O tema de Janeiro é “Reis, rainhas ou princesas”.

De acordo com as votações, vou ler o livro correspondente ao parágrafo mais votado. Desde já, o meu obrigado pela cooperação nesta escolha.

 

O votação estará a decorrer até ao dia 28 de Dezembro.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

2015 | Desafios Literários

por Cláudia Oliveira, em 05.12.14

Vamos já preparar 2015? Vamos lá. Já me sinto mais organizada para conseguir seguir os desafios à risca. 

Reuni os meus desafios literários preferidos e decidi partilhar convosco o que se vai passar por aqui em 2015. O que vai acontecer à minha estante em 2015? Eu conto tudo.

 

1. O Mundo: 12 Livros, 12 Receitas

Este projecto começou o ano passado mas acabei por abandonar devido ao nascimento do Gustavo. Vamos arrancar em janeiro com força. Eu expliquei tudo AQUI. Consiste em ler um autor de um país e fazer uma receita típica desse país. Já seleccionei os países. Espanha, Portugal, Brasil, Itália, França, Argentina,Angola, Austrália, Inglaterra, Rússia, mais dois ainda por escolher. Sem ordem, ok?

 

2. Projecto Ler Saramago

Consiste em ler todos os romances de José Saramago. Já li dois, estou a ler o terceiro. Vamos continuar no próximo ano.

 

3. Um clássico por mês

O desafio diz tudo. Tenho saudades de ler clássicos. Tenho imensos por ler em casa. Está na hora!

 

4. Diminuir a pilha de livros

Este desafio consiste em ler o máximo de livros da minha estante e comprar menos. Farei todos os meses um texto dedicado ao desafio. Falarei nisto mais para a frente. Preciso de contar os livros que tenho por ler, para começar com um número e saber com quanto termino.

 

5. Um tema por mês

Cada vez terá um tema. É escolher um livro relacionado ao tema. Estas foram as minhas escolhas. Existem diversos desafios do género por aí.

janeiro: reis, rainhas e princesas

fevereiro: amor ou traição

março: policial

abril: drama

maio: protagonista feminina

junho: animais

julho: bestseller

agosto: calhamaço

setembro: inspirou um filme/série

outubro: terror, horror

novembro: ficção cientifica

dezembro: autores desconhecidos

 

6. O primeiro parágrafo

Vi este desafio há muito tempo no canal O Pintassilgo. Eu coloco o primeiro paragrafo de quatro livros e vocês ajudam-me a escolher qual ler nesse mês.

7. LeiaMulheres

Ler mais mulheres. Sobretudo, mulheres que nunca li.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Leituras | Novembro

por Cláudia Oliveira, em 05.12.14

Venho contar-vos as leituras que fiz em Novembro.

Li sete livros. Foi um mês espectacular. Ao contrário do mês passado, não li nenhuma mulher.

Comecei o mês com "A Festa da Insignificância" de Milan Kundera. Um autor que regressou ao fim de treze anos. Um livro pequeno na sua dimensão, grande na sua narrativa. Gostei de ler, mas não supera o seu grande livro "A Insustentavel Leveza do Ser". Dei três estrelas. Recomendo somente aos admiradores do se trabalho.

 

Li em seguinte o mais recente vencedor do prémio Nobel da Literatura, Patrick Modiano. Escolhi o "Horizonte" para conhecer um bocadinho da escrita do francês. Um homem recorda a sua juventura e a mulher que mais o marcou no passado. Não achei a história nada de especial. Gostei da sensibilidade da escrita, mas não fiquei com vontade de ler mais nada do autor. Dei três estrelas.

 

Amálgama de Rubem Fonseca foi a escolha seguinte. Um livro editado recentemente. Li em e-book. São várias crónicas. Escritas por alguém que pode escrever tudo o que quiser. Tem crónicas incriveis. Adorei. Recomendo para quem gosta do género. A minha opinião mais detalhada AQUI. Dei quatro estrelas.

 

Regressei ao Murakami com "A Peregrinação do Rapaz Sem Cor". Pela primeira vez gostei muito de um livro dele. Com menos fantasia e com uma boa história, este livro apaixonou-me. Escrevi uma crítica AQUI. Dei quatro estrelas.

 

Depois foi a vez de um português, José Luís Peixoto com "Galveias". Gostei imenso. Está muito bem escrito. Morei em Galveias, conheci as pessoas e senti os cheiros da rua. Valeu a pena cada página. Devagarinho. Escrevi mais AQUI.Dei quatro estrelas.

 

Terminei o mês muito bem. Li "Stoner"John Williams. Dei quatro estrelas. É muito bom. Não me vou repetir, opinião AQUI.

 

Por fim, "Manual de Pintura e Caligrafia" de Saramago. Desta vez dei três estrelas. Apesar de muito bem escrito não achei o livro nada de extraordinário, tem passagens chatas assim como passagens fantásticas. A opinião completa AQUI.

 

Espero um optimo mês de leitura em Dezembro para todos. Vamos fechar 2014 em grande!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Gosto do título. Todos os títulos com as palavras: “mulher, menina, rapariga” são motivos para eu comprar o livro. Sério. Coisa esquisita, eu sei. Não fosse o meu canal chamado A Mulher que Ama Livros. Em Novembro comprei A Mulher Má e A Mulher Louca. Decidi-me pela má primeiramente.

Assim que comecei a ler encontrei outro escritor. Recordei-o. A escrita de Carlos Ruiz Zafón, como anuncia a capa “para os fãs de Carlos Ruiz Zafón”. Poética, misteriosa, com um toque humorístico e sombrio.  

A história é inspirada na história verídica de uma serial killer chamada Enriqueta Mari. A narrativa alterna entre o discurso na primeira pessoa e o discurso de um narrador omnipresente. Pode parecer um bocado confuso mas depois do segundo/terceiro capítulo torna-se mais perceptível.

Estou a gostar. Espera-me um livro diferente do que tenho lido. 

transferir (2).jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Stoner | John Williams

por Cláudia Oliveira, em 03.12.14

17548881_CiSey.jpeg

 Esta capa é linda! O título faz referência ao protagonista desta história. Gosto de ambos. A edição está muito bem cuidada. 

transferir (1).jpg

 

17760624_dZFb3.jpeg

 A vida de um homem chamado Stoner. Um homem especial, digamos assim. Não há muito mais a dizer. Engana-se quem acha que a história fica por aqui. Só lendo, só lendo. 

17760622_OJdez.jpeg

 

Ouvi falar muito bem neste livro no canal da InesBooks. Fiquei logo com a pulga atrás da orelha e a vontade de comprar o livro. Assim que encontrei o livro no site Bibliofeira, comprei. Fiz uma excelente compra, custou-me 9.80€ (com portes incluídos). O livro está novo.

17760627_7NvTE.jpeg

 


Li mais de metade do livro num ápice, apesar de ter quebrado o ritmo na segunda parte. É uma história simples, essencialmente inspiradora e profunda. O amor de um homem pela literatura, as suas conquistas e derrotas. Esta história é uma lufada de ar fresco na minha estante.

Gostei sobretudo do amor pelos livros bastante marcante na vida do nosso protagonista.

Stoner tem a sorte de descobrir o seu caminho e apesar de sofrer com um casamento infeliz, problemas relacionais com a sua filha, entre outras situações, é no ensino que encontra a paz e a harmonia.

Adorei este livro. Está guardado num cantinho especial do meu coração (e na minha estante).

Gostava de colocar em palavras tudo o que senti, mas não consigo. Desculpem. Vale a pena assistir ao vídeo da Inês. Ela diz tudo e deu cinco estrelas! 

17760630_uFh5t.jpeg

 


Quatro estrelas. Não dei cinco porque o meu ritmo de leitura diminuiu bastante nas últimas cinquenta páginas. Recomendo este livro para os leitores que precisam de novas histórias, sobretudo inspiradoras.

Autoria e outros dados (tags, etc)

17760622_OJdez.jpeg

O livro é o segundo romance escrito pelo autor José Saramago. Li este livro devido ao desafio: Ler Saramago. O desafio consiste em ler todos os romances do autor. O romance Manual de Pintura e Caligrafia foi publicado em 1977. Devido ao título a minha expectativa não era a maior. Para além disso, acho que nunca li nenhuma opinião acerca do livro anteriormente. Um livro um bocado esquecido na bibliografia do autor. Sensação minha. Será?

transferir.jpg

 

17760624_dZFb3.jpeg

 

Manual de Pintura e Caligrafia pode ser considerado mesmo um manual. O protagonista/narrador é H., um pintor que consegue viver da arte de pintar. Certo dia, após uma pintura, ele vai começar a questionar-se sobre si mesmo. 

17760627_7NvTE.jpeg

 

O livro está cheio de divagações, questionamentos. Talvez por isso, seja chamado de manual. Tem passagens incríveis! Fiquei com vontade de sublinhar tudo. Mas li em e-book. Ponto negativo para os e-books. 

Algumas passagens servem para reflectir, outras para admirar. Gostei sobretudo quando ele reflecte sobre a arte e/ou os outros. Por exemplo:

“O rico nunca vê, nunca repara, apenas olha, e acende os cigarros com o ar de quem esperaria que já viessem acesos: o rico acende o cigarro ofendido, isto é, o rico acende ofendido o cigarro, porque não há, ali, acaso, ninguém que lho acenda.”

Vou colocando as citações no meu tumblr: http://bookandi.tumblr.com/ ou no twitter: ClaudiaOSimoes.

Gostei do livro. Nas últimas cinquenta páginas tornou-se um bocadinho chato, mas valeu a pena pelas passagens e ensinamentos. A forma como Saramago expressa a sua opinião na voz dos seus personagens deixa-me um bocadinho mais perto dele. Gosto dessa sensação.

Neste livro, as frases de Saramago começam a ficar enormes e o seu estilo forma-se. Não recomendo a leitura deste livro a quem nunca leu nada do autor. Só para admiradores. Não é dos meus preferidos. Não o achei espectacular. Contudo, foi bom.

17760630_uFh5t.jpeg

 

Três estrelas. Bom, mas nada de especial. 

Podem ler a opinião da Michelle do blog Resumo da Ópera. Ela está a participar no desafio juntamente comigo.

O próximo romance é Levantado do Chão. Publicado em 1980. Mais uma vez, não sei nada de nada sobre este livro. Fica o desafio.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 2/2




SOU LEITORA BETA CONTACTE-ME PARA AVALIAÇÃO contactoclaudiaoliveira@gmail.com

BREVEMENTE

Resultado de imagem para mario de carvalho novidade porto editora  Cronovelemas






CLUBE DOS CLÁSSICOS VIVOS

Resultado de imagem para a ilustracasa de ramires asa eça