Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Mais sobre mim

foto do autor


QUER ANUNCIAR O SEU LIVRO? contactoclaudiaoliveira@gmail.com


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


subscrever feeds



Projecto | Ler Saramago | Terra do Pecado

por Cláudia Oliveira, em 28.10.14

capa.jpg

 

Já disse que adoro as capas novas dos livros de José Saramago? Várias vezes. Infelizmente “Terra do Pecado” não teve direito a capa nova. Sabiam que o livro era para chamar-se “Viúva” mas a editora achou por bem alterar o título com a autorização do autor? Saramago explica tudo no inicio do livro. Pessoalmente, acho “Terra do Pecado” muito melhor. E ao contrário do que li por aí, tem tudo a ver com a história.

expetativa.jpg

 

Quando comecei o desafio Ler Samarago sabia que estava perante a evolução narrativa do autor ao ler por ordem cronológica. A minha expectativa não era muito alta em relação à narrativa, mas sabia de antemão que seria uma boa história por ser escrita pelo meu autor preferido.

enredo.jpg

 

Maria Leonor fica viúva, com dois filhos e uma casa enorme para cuidar. Com empregados fiéis, amigos da família, ela vai lutar para ultrapassar a dor da perda do seu marido. Vai lutar contra o preconceito de recomeçar a sua vida numa terra onde as viúvas não podem dar continuidade à sua vida e manchar a honra da família. Numa terra onde os mortos são a justificação para parar de viver. A terra do pecado dita leis à sociedade onde o luto é obrigatório, os mortos merecem respeito e dar continuidade à vida é considerado um pecado. Sorrir é pecado. Viver é pecado.

personagens.jpg

 

Todos os personagens me pareceram bastante credíveis. Muito bem construídos.

 A empregada Benedita vai ser bastante importante para este trama e ainda hoje me questiono em relação a algumas atitudes. Ficaram algumas coisas por responder em relação a ela. Aliás, tenho as minhas respostas mas sem certezas. O autor não é explícito. Benedita é a voz da sociedade hipócrita. Irritou-me imenso pelos julgamentos que ela faz à Maria Leonor.

A protagonista, Maria Leonor, é frágil e medrosa. Não gostei muito dela, incomodou-me várias atitudes. Sobretudo no final.

O meu personagem preferido é o médico Viegas. É interessante, dá ritmo à narrativa e à vida da Maria Leonor. Faz perguntas pertinentes, deixou-me a pensar várias vezes.

geralerealidade.jpg

 

Acho a discussão deste livro muito interessante. Saramago não se aprofundou em relação aos temas mas não deixaram de ser importantes para o leitor questionar os seus princípios. Dei vários sorrisos ao longo desta leitura. Deu-me a sensação que Saramago usou a personagem do médico para dizer aquilo que pensa em relação à sociedade.

A narrativa é simples. Como li outros romances do autor, sei que houve uma enorme evolução ao longo do seu percurso. Contudo, adorei ler o primeiro romance de Saramago. Este livro tem a presença de todos os elementos ortográficos da narrativa, ao contrário dos alguns dos seus romances. É uma história simples, retrato fiel à nossa sociedade, com questões interessantes.

Alguns assuntos mereciam maior aprofundamento por parte do autor. Senti que foi um final pouco à altura do resto da história. Meio forçado.

A minha mãe ficou viúva com três filhos, há 18 anos. Nessa altura, foi alvo de críticas pela sociedade porque decidiu seguir com a sua vida e ser feliz. Enquanto lia este livro vi a minha mãe, vi aquele lado que os filhos esquecem que os pais têm, a vida amorosa, a necessidade de amar e ser amada. Mas ao contrário de Maria Leonor, a minha mãe foi mais corajosa.

final.jpg

 

Não gostei do final escolhido para esta história. Fui apanhada de surpresa e não estava nada, mesmo nada, à espera. O final podia ter servido para eu mudar a minha opinião em relação à protagonista mas não foi o caso, pelo contrário.

notafinal.jpg

 

Quatro estrelas. Pela qualidade da narrativa e questões levantados.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ritos de Adeus | Hannah Kent

por Cláudia Oliveira, em 22.10.14

capa.jpg

O livro não foi editado em Portugal. Li através de um e-book pt-br. A capa é simples, com duas rosas deitadas na neve. Gosto da capa. Não foi a culpada pelo meu interesse, foi a sinopse e as duas opiniões que eu vi no Youtube: Da Juliana d´O Pintassilgo e da Joana do Little House Books. Desde o vídeo da Ju que o meu interesse em ler este livro era imenso, a Joana ainda ajudou mais para empurrar o livro para o top da lista de espera.

enredo.jpg

 

Este livro conta a história da última condenada à morte por decapitação na Islândia em 1828. Agnes é acusada da morte de dois homens. No século XIX, era comum os condenados ficarem em casas familiares desconhecidas até à data da execução para trabalhos nas quintas. Foi o que aconteceu com ela. Foi enviada pelo estado para uma fazenda de uma família.

autor.jpg

 

A autora fez trabalho de pesquisa para dar voz à criminosa, romanceou alguns factos e tentou encontrar uma justificação para os seus actos. Todos esses dados são revelados ao leitor.

Nunca tinha lido nada da autora.

escritaleitura.jpg

 

Gostei pouco da escrita. Achei o ritmo da história muito lento, sobretudo quando Agnes começa a contar o que realmente aconteceu na noite do assassinato. O que mais gostei neste livro, foi a relação que Agnes consegue com a família desconhecida. E a última linha do livro. Sim, a última linha arrepiou-me.

personagens.jpg

 

Não consegui sentir pena da Agnes em momento algum. Achei-a fraca no papel de “coitadinha”. As justificações não me convenceram. Senti distanciamento emocional em relação aos outros personagens. Achei-os pouco desenvolvidos e aborrecidos.

geralerealidade.jpg

 

Gostei da ideia geral da história, mas não gostei muito de ter lido este livro. Aborrecido na maioria das vezes. A Islândia fria é transmitida fielmente ao leitor através das descrições e convivência entre os personagens. Agnes está bem desenvolvida mas pouco credível, na minha opinião. Falta-lhe um passado consistente, sem os clichés do costume.

notafinal.jpg

 

Dei duas estrelas. Bom, a última linha. E quando começamos a descobrir os motivos do assassinato. 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mesa de Cabeceira

por Cláudia Oliveira, em 20.10.14

 

Os livros que estão  na mesa de cabeceira

Leia Mulheres 2014
http://amulherqueamalivros.blogs.sapo.pt/leiamulheres2014-66351?view=35631#t35631

Ler Saramago
http://amulherqueamalivros.blogs.sapo.pt/projecto-ler-saramago-66119

Onde comprar os livros Amor entre mulheres I e II
http://www.wook.pt/product/facets?palavras=Amor%20Entre%20Mulheres%20II

http://www.chiadoeditora.com/index.php?option=com_content&view=article&id=478:amor-entre-mulheres&catid=89:coleccaolivros&Itemid=231

http://www.wook.pt/product/searchidautores/autor_id/2134463

Autoria e outros dados (tags, etc)

#LeiaMulheres2014

por Cláudia Oliveira, em 15.10.14

Descobri o desafio #LeiaMulheres2014 no blog O Pintassilgo. O texto para os interessados: http://opintassilgo.org/um-quarto-so-seu/ . A Juliana explica tudo. Para além de manter uma lista super completa de diversas autoras. Decidi aderir ao desafio e ler mais mulheres.

Estive a fazer a lista das mulheres que li em 2013 (total 29) e fiz a lista deste mês (em permanente actualização). Excepto os livros de Saramago, pretendo ler até ao final do ano apenas mulheres. Se tiver muita vontade de ler um livro escrito por um homem não vou rejeitar, mas vou tentar colocar as mulheres no topo da lista.

As grandes surpresas de 2013 foram: Gyllian Flynn, Patricia Highsmith e Toni Morrison. Este ano tenho descoberto escritoras fantásticas. Donna Tartt (só amor!), Rainbow Rowell e Herbjorg Wassmo são as minhas preferidas até ao momento. Presentemente, estou a ler as seguintes autoras: Eleanor Catton, Ana Casaca e Hannah Kent.

Mulheres Lidas em 2014 Ana Casaca Ana Paula Tavares Catarina Beato Charlotte Brontë Donna Tartt Dorothy Koomson Eleanor Catton Eliane Brum Elizabeth Gilbert Gillian Flynn Hannah Kent Herbjorg Wassmo Isabel Allende Lesley Pearse Margaret Atwood Marie Sample Michelle Hodkin Natasha Solomons Rachel Kushner Rainbow Rowell Rita Ferro Sadie Jones Susan Resnick Susanna Kaysen Mulheres

 

Lidas em 2013 Agatha Christie Alice Vieira Ally Condie Banana Yoshimoto Carmen L. Oliveira Christina Hopkinson Clarice Lispector Gillian Flynn Hitomi Kanehara J. A. Redmerski Jane Austen Jean M. Auel Jennifer E. Smith Jennifer Egan Juliana Frank Laura Esquivel Lygia Fagundes Telles Margarida Fonseca Santos Maria Judite de Carvalho Maria Teresa Maia Gonzalez Nina Sankovitch Patricia Highsmith Rosa Lobato Faria Sasha Grey Selma Lagerlof Stephanie Perkins Sue Townsend Suzanne Collins Toni Morrison Total 29

Autoria e outros dados (tags, etc)

Projecto | Ler Saramago

por Cláudia Oliveira, em 14.10.14

Saramago é amor. Sou admiradora do seu trabalho, enquanto homem apaixonado pela escrita e o seu grande amor. É impossível ficar indiferente à história de amor dele com Pilar. Li algumas das suas obras e nunca fiquei desiludida. Acho-o um génio nas suas ideias, magnifico na sua forma de escrever. Vejo Saramago como arte eterna e amor. A minha admiração é imensa. Um homem que gostaria de ter conhecido, simultaneamente nervosa num encontro à distância.

Comecei um projecto chamado Ler Saramago (existe vídeo no canal no Youtube). Consiste em ler todos os seus romances por ordem cronológica. Começo pelo romance *Terra do Pecado*, publicado em 1947. Este romance chamava-se “A Viúva” mas a editora considerou um título pouco comercial. Saramago aceitou, queria apenas que o seu livro fosse editado.

Lista de romances publicados

Terra do Pecado

Manual de Pintura e Caligrafia

Levantado do Chão

Memorial do Convento

O Ano da Morte de Ricardo Reis

A Jangada de Pedra

História do Cerco de Lisboa

O Evangelho Segundo Jesus Cristo

Ensaio Sobre a Cegueira

Todos os Nomes(lido)

A Caverna

O Homem Duplicado

Ensaio Sobre a Lucidez(lido)

As Intermitências da Morte(lido)

A Viagem do Elefante(lido)

Caim(lido)

Claraboia(lido)

Alabardas, Alabardas, Espingardas, Espingardas

Irei reler os livros lidos. Pretendo comprar todos os títulos e completar a minha colecção. Se o mesmo não for possível farei a leitura através dos livros da biblioteca (existem todos os títulos na Biblioteca Municipal de Alenquer) ou e-books. Farei textos durante o caminho percorrido neste desafio. Uma forma de registar as minhas ideias, opiniões e quem sabe incentivar alguém a ler as obras de Saramago. Convido todos a juntarem-se a mim neste desafio maravilhoso de ler José Saramago. Saramago ganhou o Nobel da Literatura no dia 8 de Outubro de 1998.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma Duas | Eliane Brum

por Cláudia Oliveira, em 13.10.14

 

capa.jpgO livro não é vendido fisicamente em Portugal. Contudo, podem comprar o ebook no site wook por 8.49€. A capa é razoável, não acho bonita nem feia. O título é apelativo.

 

autor.jpgEliane Brum é jornalista, escritora e documentarista brasileira. Após uma pesquisa, fiquei a saber que Eliane tem uma coluna semanal no site Época.

expetativa.jpgQuando coloquei a foto do livro no Instagram recebi comentários muito positivos sobre o livro. As críticas no Skoob e Goodreads são igualmente muito positivas. As expectativas permaneceram no nível médio. Não gosto de criar expectativas mediante as opiniões dos outros, sobretudo opiniões muito positivas.Esperava um livro leve. Nada a ver.

enredo.jpgÉ a história de amor de uma mãe e sua filha. Um amor doentio. A história é contada de forma intercalada entre Maria Lúcia e Laura. Este livro conta a história das duas em particular e das duas sendo uma. Complicado entender? Também é complicado explicar sem contar muito da história. É dificil falar de um livro do qual gostei muito.

escritaleitura.jpgSão desnudados sentimentos de forma tão directa que o leitor é apanhado de surpresa. Tive de parar várias vezes para respirar e voltar à leitura. Tantos murros no estômago, tanta agonia. Os segredos de Maria Lúcia são desvendados aos poucos. Os pensamentos de Laura expostos. A história está muito bem ligada.

personagens.jpgComecei por detestar a personagem mãe Maria Lúcia, no final senti pena. Uma vida difícil encarregou-se de estragar a sua infância. Contudo, não perdoei alguns dos seus actos. A vida tratou de puni-la? Acho que sim!

Quanto a Laura, é uma personagem estranha. Magnifica na sua estranheza. Com imensa falta de afecto, Laura tem problemas emocionais gravíssimos. Não sabe receber amor. É interessante ver como ela reage ao simples toque de um homem.

Parecem duas estranhas, com dificuldades em comunicar uma com a outra. Amam-se, odeiam-se.  

Ambas estão muito bem construídas. São complexas. Não consegui ficar indiferente.

geralerealidade.jpgEste livro foi uma agradável surpresa. Fiquei fascinada com a escrita da autora. Questionei-me várias vezes: terá algo de autobiográfico? Vou ler tudo de Eliane Brum. Entendo agora a admiração dos leitores por este livro. Um livro cru. Mexe com assuntos tabus e uma realidade escondida. Esmiúça a vida de duas pessoas com uma enorme sensibilidade. Superou todas as expectativas. Simplesmente, adorei.

notafinal.jpgCinco estrelas. Muito recomendado! 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Horror | Quatro Livros Para Ler Em Outubro

por Cláudia Oliveira, em 13.10.14
bram.jpg

allan poe.jpg

frankenstein.jpg

king.jpg


Seleccionei quatro livros para ler este mês. Têm em comum o elemento terror/horror. Quatro autores para conhecer e arrepiar. Já li os livros de Edgar Allan Poe e Stephen King. Recomendo vivamente os dois. Não sou uma leitora voraz de livros do género, mas por vezes sou surpreendida com vontade de ler algo sinistro. Os outros livros tenho na estante à espera para serem lidos. São clássicos e muito apreciados pelos leitores.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Projecto | Ler Saramago

por Cláudia Oliveira, em 11.10.14

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Apanhada de surpresa com "Uma Duas"

por Cláudia Oliveira, em 10.10.14

Comecei a ler o livro “Uma Duas” de Eliane Brum com a necessidade de um livro leve. Quando estou com um calhamaço na mesa-de-cabeceira, leio de forma intercalada um livro leve. Como estava enganada. Um livro leve? Tão longe. Frio, frio, muito frio,… Este livro é forte e poderoso nas emoções transmitidas. É curto, mas conseguiu dizer mais que alguns calhamaços. Frio, frio, muito frio,… A relação entre uma mãe e sua filha, uma ligação doentia, suja. Tive de interromper esta leitura várias vezes para respirar fundo e pensar. Por isso demorei. Mexeu comigo. Não sei se pelo facto de ser mãe. Não sei, não sei. Uma loucura! Momentos em que estive à beira de chorar, explodir em lágrimas. O estômago virou do avesso. Aquela sensação estranha de estar a ler pessoas. “*Não, não estou querendo absolvição nem compaixão, sei mesmo que não a teria, porque é melhor pensar que eu sou a única perversa e que o resto da humanidade é bom e puro. Mas, gostando ou não, eu também sou **f**ilha deste mundo.”* A escrita de Eliane Brum é fantástica. Este livro foi uma surpresa. Recomendo esta leitura de uma ponta à outra, numa altura qualquer mas sobretudo nunca fase pouco deprimida. Este livro vai funcionar como a música triste num momento triste. Ainda bem que queria um livro leve. Ainda bem que não era. *“E ainda que eu não tenha sabido amar, acho que isso é um tipo de amor. Ainda que não tenha sido como deveria ser e como você tinha o direito que fosse, o que eu senti por você, mesmo quando a odiava, foi o sentimento mais completo e profundo que já senti nesse mundo a minha vida inteira.”

Autoria e outros dados (tags, etc)

Starbucks | Deixar Livros Por Aí

por Cláudia Oliveira, em 07.10.14

 Uma ideia que nasceu numa manhã de domingo. Entretanto quem encontrou o livro deixou mensagem. Fiquei muito contente quando vi. Mais livros serão deixados por aí. Farei novo vídeo sobre o assunto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2




Mais sobre mim

foto do autor


QUER ANUNCIAR O SEU LIVRO? contactoclaudiaoliveira@gmail.com


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


subscrever feeds