Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor



Links

Opiniões

Blogs


subscrever feeds



Lançamento | "Leite e Mel" | Rupi Kaur

por Cláudia Oliveira, em 24.03.17

Hoje recebi este livro. Dia 28 estará em todas as livrarias. Vocês não imaginam a beleza deste livro. Sério. Tentei mostrar no meu instastories, algumas ilustrações, um poema e a capa linda. A edição é tão, mas tão linda. Talvez seja o livro mais bonito da minha estante. Parabéns à editora Lua de Papel. Começo hoje a ler para depois fazer um vídeo especial sobre ele. Ah, a autora é indiana, feminista, talentosa e um sucesso. 

 

Sinopse

 

Leite e Mel é um conjunto de poesias sobre o amor, a perda, o abuso infantil e, finalmente, a cura. Transporta os leitores para momentos difíceis da vida, mas leva-os a descobrir neles a doçura e a fragilidade da vida, porque a doçura está em todo o lado, se estivermos abertos a recebê-la.

Leite e Mel é uma história de sobrevivência através da poesia. Para a autora, é o sangue, suor e lágrimas dos seus vinte e um anos.

Lançado originalmente pela própria autora na Amazon, o livro tornou-se tão famoso que não passou despercebido no mundo editorial e os seus direitos foram adquiridos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

"Run The World" | sugestões

por Cláudia Oliveira, em 24.03.17

- Um filme especial ("Certain Woman") cheio de mulheres com qualidade baseado numa história escrito pela autora Maile Meloy. Gosto tanto da Michelle Williams.

- Violência domêstica, com um livro que não pode ficar nas prateleiras, "Em Nome da Filha", da portuguesa Carla Maia de Almeida.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

É oficial! VEDA!!!

por Cláudia Oliveira, em 23.03.17

 

Redes Sociais:

Twitter
@claudiaosimoes

Instagram
@claudiaosimoes

Facebook

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Anúncio + Divagação de quatro anos + Agradecimento

por Cláudia Oliveira, em 23.03.17

Instasize_0323091811.jpg

Nunca fiz VEDA, mas o bichinho sempre esteve aqui. Era algo que já queria fazer há muito tempo, desde que vejo os canais brasileiros entusiasmados (cansados também). Este é o ano, o ano de dizer SIM e realizar. Desafios atrás de desafios, pretendo fazer do meu ano algo criativo, desafiante e inspirador. Já planeei o mês inteiro, cheio de ideias e alguns formatos novos (há que experimentar, certo?). Garanto que estou muito entusiasmada com a ideia de fazer VEDA, sobretudo com a interacção que pretendo criar. 

 

O canal tem quatro anos, quase cinco. A única coisa que fiz mais parecida foi uma semana inteira com vídeos todos os dias no canal há três anos e há dois anos fiz posts todos os dias no blog. Todos os anos tento inovar, criar novos formatos e desafios. Gosto de criar, é importante para mim trazer novos conteúdos e ser original. Existem centenas de blogues e canais. Existem formatos "copy/paste" e eu gosto de fugir disso. Sou assim na vida real. Não foi por acaso que criei o ano passado o formato "5 em 5" (felizmente teve boa recepção apesar do estranhamento inicial e algumas criticas). Criei muitas TAGs, na altura existiam poucas, mas o formato esgotou-se. Não gosto de ver TAGs onde acabam por mostrar sempre os mesmos livros. Se não acrescenta nada, prefiro não fazer. Fiz vários desafios com leituras conjuntas ( quem não se lembra da leitura conjunta da "Guerra dos Tronos"?). O ano passado tivemos o projecto "Ler os Nossos" (com "Ler Saramago) e este ano vamos repetir a dose. Também participei num VEDA juntamente com outras seis meninas (foi tão divertido!), a Mariana, a Chris, a Joca, a Cata, a Croma dos Livros. Também fiz um projecto que juntava receitas, livros e o mundo. Mas abandonei a meio. Participei em muitas maratonas, hoje já não tenho tanta paciência. Comecei os vídeos "Divagando" há três anos mas mudei para "Conversa Fiada". Acho que são os vídeos preferidos de muita gente. Pessoalmente também adoro gravar. Sempre fiz vlogs (na feira do livro, em visitas a mercados, idas ao cinema,...). Já apareci na televisão (mais do que uma vez), fui a encontros com outras bloggers, conheci pessoas espectaculares. Criei o "Clube dos Clássicos Vivos" e agora vamos iniciar os encontros, algo que queria desde sempre. Sempre gostei de falar nos filmes que via, mas perdi o interesse. Toda a gente faz isso, prefiro ver formatos originais no blog made in português "Serão no Sofá". São as únicas em Portugal, é de valor! Tentei o formato "Virou filme", o formato "Só Mais um Episódio" para falar em séries com spoilers, mas estou a ponderar abandonar o formato. Ou um deles. Adoro cinema, se forem ver os vídeos mais antigos (há quatro anos) vão perceber que sempre falei de cinema. Criei a TAG que mais fez furor e ainda é feita todos os anos ("12 livros para..."). Gravei um vídeo que é talvez o vídeo mais visto de sempre ("Arte Brasileira: o que consumimos"). 6821 visualizações. Comprei muito, fiz muitos vídeos de "Compras de Livros", até mudar a minha forma de olhar para o booktube. E para a vida. Fiz minis peças (adoro o vídeo "Não tenho tempo para ler" - os verdadeiros motivos).

 

Vi a comunidade crescer, alguns irem embora. Vi outros chegarem. Tive dois filhos ao longo destes quatro anos. Mudei de casa algumas vezes. Doei vários livros. Estive vários meses parada no canal para respirar fundo. Nunca imitei ninguém, segui sempre o meu caminho e aquilo que acreditava. Fiz amizades (também terminei outras). Já discuti por coisas tontas, mas também dei segundas oportunidades e ficou tudo bem. Já fiz amizades no Brasil. Pessoas com quem falo quase todos os dias. Tive momentos em que não me identificava com o que estava a fazer e ponderei parar de vez. Trabalhei muito para chegar onde estou. E onde é que estou? No mesmo lugar. Com mais pessoas maravilhosas à minha volta. Com mais oportunidades para ler alguns livros e conhecer escritores. Com oportunidades para fazer workshops. Com parcerias ( vou ter de falar nisto no futuro). Com um clube de leitura. E nunca se sabe o que o futuro nos reserva, não é verdade?

 

Enquanto fizer isto para mim, e continuar feliz a trocar ideias com outros leitores, vou continuar aqui. Quando digo "para mim" quero dizer: "não olhar a números de subscritores e likes". Verdade seja dita, se fosse isso, já não andava cá, os valores são tão baixos. No Youtube, porque no blog o número de visitantes são altos diariamente). Sempre que olhar para os meus livros e sentir felicidade quando começar uma nova leitura, estarei por aqui. Fico muito entusiasmada sempre que gravo um vídeo e falo de livros. Esse é o meu objectivo. Divulgar o gosto pela leitura. Sem snobismos, sem andar em competições, sem considerar-me superior seja a quem for (acho que também dá para falar sobre isto no futuro) devido às escolhas literários de terceiros. Mas claro, tenho outros interesses e por isso criei o blog sobre organização, minimalismo e poupança. Ui, já passei tanto nestes quatro anos, já vi de tudo. Mas não vamos lavar roupa suja, não é verdade? Atitude é o novo preto.

 

Este ano criei o "Especial: Thrillers Psicológicos" inspirado no postcast da Catarina e da Chris. Ainda encontro inspiração por aqui. Ainda encontro ideias novas e fico muito feliz. Também trouxe novos formatos em vídeo. Criei o "Run The World", uma rubrica muito pequena que eu adoro.  Os resumos de leitura mudaram também. Acrescentei novos dados e eliminei outros. Deixei de atribuir estrelas às minhas leituras (falarei nisso um dia). Trouxe mais livros sobre vida saudável. Adoro! Tenho também o projecto "101 With Books". Passei a divulgar os projectos de outros booktubers e bloggers relacionados com os livros/cinema. 

 

Grande reflexão. Grande viagem. Obrigada a todos os que continuam aqui. Chegou a hora de fazer VEDA (vídeos todos os dias). Com hora marcada: 18 horas (em Portugal), 15 horas (no Brasil). Dia 1 de Abril começa esta aventura. Espero que gostem e que corra tudo dentro dos conformes. E logo gravo e coloco vídeo para falar sobre isto. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Eu sei que muita gente gostou deste filme/livro, mas eu tenho sérios problemas com personagens iguais ao Ove. Adultos resmungões, infelizes, sempre a criticar tudo e todos. O meu problema com pessoas com este temperamento é grande na vida real. Não dá, o mais longe possível. Na literatura é quase igual. Eu sei que ele tem os seus motivos, e que passou muito nesta vida, mas por amor de deus, parece uma criança sem o chupa chupa prometido no Natal. Para além disso o filme/livro está cheio de personagens estereotipadas.

E aquele casamento? O Ove era um parvo deste sempre. Não abria a boca para nada, mal sabia dançar. Uma mulher meiga apaixona-se por ele, mas morre. Toda a gente morre à volta do Ove. E o quê que ele quer fazer? Matar-se. Todo um drama, coitadinho. Trata mal toda a gente e isso é muito engraçado. Não, não é. Ele irritou-me deste o primeiro segundo.

Consegui gostar um bocadinho mais do filme, mas não adorei. E pessoas deste género não merecem tantas oportunidades. Desprezam os outros, desprezam a vida e costumam ser muito egoístas. Tanta gente com problemas...pessoas com problemas superiores e em troca têm sempre um sorriso. Essas sim, valem tudo. Achei o livro aborrecido. Super aborrecido. Salvou-se o gato. 

 

Estreia hoje nos cinemas. Aposto que vão gostar muito. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

De 5 em 5 + Leituras em Andamento (26)

por Cláudia Oliveira, em 22.03.17

 

 

 

Livros lidos mencionados

"A Mãe Eterna", Betty Milan

"O Dia em Que Te Conheci", Rowan Coleman

"O Universo nos Teus Olhos", Jennifer Niven

"A Rapariga de Antes", JP Delaney

"O Meu Livros tem Bicho", Madalena da Luz Costa

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

"O Dia em Que Te Conheci" | Rowan Coleman

por Cláudia Oliveira, em 22.03.17

 

IMG_20170319_104234.jpg

 

Alzheimer é a forma mais comum de demência. A Doença de Alzheimer é um tipo de demência que provoca uma deterioração global, progressiva e irreversível de diversas funções cognitivas (memória, atenção, concentração, linguagem, pensamento, entre outras). 

 

Claire é casada e tem duas filhas. Uma de vinte e outra de três anos. Um casamento praticamente perfeito, uma vida pela frente, até que lhe é diagnosticada Alzheimer. Ela é professora de inglês, precisa de todo o seu conhecimento para a manter activa. A doença começa a danificar as suas memórias e ela precisa de abrir mão de parte da sua vida. No meio dessa confusão surge um homem encantador durante um encontro casual que a mudará, sobretudo a forma como irá encarar o futuro. 

 

O que mais gostei deste livro foi a relação desta família. É um ligação muito forte retratada nesta páginas. As filhas sempre atentas aos passos da mãe. Não deve ser nada fácil ver uma mãe perder as recordações mais preciosas da infância. Vê-la confusa, às vezes perdida.  As recordações doces são o que mais nos deixam um sorriso no rosto em dias pesados. Como será perder esses momentos? Elas mantêm um caderno para escreverem recordações, cheia de pequenos detalhes da vida de ambas. Pequenas passagens emocionaram-me, mas não foi uma experiência de leitura sempre dentro da mesma intensidade.

 

Achei a narrativa fria em alguns momentos e pouco visceral. Algo necessário para um livro com esta temática. Algumas opções da Claire deixaram-me confusa e afastada. Mas é contraditório quando digo que mexeu comigo em algumas passagens. Sobretudo reflexões sobre a vida e a sorte de quem tem belas recordações. E quando a Caitlin escreve sobre a mãe...é muito bonito. 

 

É tocante, triste, mas acaba por ter momentos alegres. Um desequilibro narrativo que não deixa aprofundar a dor de quem passa por esta doença. Afinal, a vida segue mesmo com obstáculos. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

"A Bela e o Monstro", muito FELIZ

por Cláudia Oliveira, em 21.03.17

 Fui ver o filme, ESTE VÍDEO CONTA TUDO O QUE O QUE SENTI.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Especial "Thrillers Psicológicos"

por Cláudia Oliveira, em 20.03.17

 

O meu top de thrillers psicológicos e mais sugestões (novidades!). Espero que gostem!  Adoro o género e estou curiosa para ver as próximas recomendações. 

 

Não percam as sugestões delas ao longo desta semana:

 

 

Amanha  AQUI: Serão no Sofá

Menina dos Policiais

Diário da Chris

Say Hello to My Books

Autoria e outros dados (tags, etc)

"Run The World" | Durante o fim de semana

por Cláudia Oliveira, em 20.03.17

Chorei baba e ranho com a Mandy Moore

Torci o nariz com a Leighton Meester

Enlouqueci com a Jennifer Connelly no seu filme "American Pastoral"

Sorri com a Vírginia Woolf  e com a Rowan Coleman

Entusiasmei-me com Nicola Yoon e o seu "Tudo Tudo e Nós"

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor



Links

Opiniões

Blogs


subscrever feeds